08h – Bolsonaro anuncia Tereza Cristina como ministra da Agricultura

0
Foto: Câmara dos Deputados

O presidente eleito Jair Bolsonaroanunciou nesta quarta-feira (7) a deputada federal Tereza Cristina (DEM-MS) como ministra da Agricultura. Ela será a segunda mulher a comandar a pasta.Atual presidente da Frente Parlamentar Agropecuária do Congresso Nacional, conhecida como a bancada ruralista, Tereza Cristina foi indicada pela FPA para o cargo. Ela é engenheira agrônoma e empresária./G1.


ouça o programa

 


Casa Branca suspende credencial de jornalista que discutiu com Trump

A Casa Branca anunciou a suspensão da credencial do jornalista da “CNN” Jim Acosta, depois que de uma intensa discussão com o presidente americano, Donald Trump, durante uma coletiva de imprensa. Associação e CNN condenaram medida nos EUA./G1.

Empresários de empreiteira afirmam que sítio de Atibaia é retribuição por favores prestados por Lula

O ex-executivo do Grupo Odebrecht, Alexandrino de Salles Ramos de Alencar e o ex-presidente da empreiteira Marcelo Odebrecht, além do empresário Emílio Odebrecht, prestaram depoimento à juíza federal substituta Gabriela Hardt na tarde desta quarta-feira (7) em uma ação da Operação Lava Jato. Marcelo e Emílio também disseram novamente que a obra no sítio de Atibaia foi uma espécie de retribuição por favores prestados ao grupo pelo então presidente Lula./G1.

Lava-Jato mira bancada do MDB na Assembleia do RJ

Desdobramento da Operação Cadeia Velha nesta quinta-feira (8) mira esquema de compra de apoio parlamentar e político na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). A força-tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro mobiliza cerca de 40 equipes para cumprir 22 mandados de prisão – dez são contra deputados estaduais. O alvo é o grupo político da base do MDB, que comanda o estado há mais de 10 anos./G1.

Traficante mais procurado dos EUA é preso no México

Forças federais mexicanas detiveram Ángel Humberto Chávez Gastélum, que figura na lista dos traficantes mais procurados pelos Estados Unidos. O governador do estado de Querétaro, Francisco Domínguez, afirmou nesta quarta-feira (7) que ele será extraditado./G1.

Senado aprova aumento salarial para ministros do STF

O Senado aprovou nesta quarta-feira (7), por 41 votos a 16, projeto que aumenta em 16% os salários dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). A proposta segue agora para a sanção do presidente Michel Temer.Com o reajuste, os subsídios dos magistrados passarão de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil. O aumento passará a valer a partir da sanção presidencial./G1.

Prorrogadas inscrições no calendário de eventos de Teutônia

O prazo para o recebimento das informações para a elaboração do Calendário de Eventos 2019 de Teutônia foi prorrogado. Entidades públicas ou privadas, que desejam publicar seus eventos e festividades, agora têm até 9 de novembro para enviar as informações. O registro pode ser feito pelo e-mail cultura@teutonia.rs.gov.br ou pessoalmente, na Secretaria./AI.

Análise do projeto Escola Sem Partido é adiada

A comissão especial da Câmara que analisa o projeto que ficou conhecido como Escola Sem Partido adiou nesta quarta-feira (7), mais uma vez, a sessão que iria debater o relatório final. Uma nova reunião foi agendada para a próxima terça-feira (13) para tentar discutir o parecer do deputado Flavinho (PSC-SP) ao projeto polêmico. A proposta, que pretende limitar o que os professores podem falar nas escolas, proíbe abordagens de identidade de gênero na educação./G1.

Parque Pôr do Sol tem novo horário de funcionamento

A Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer (STEL) de Bom Retiro do Sul informa à comunidade que o Parque Pôr do Sol tem novo horário de funcionamento. O local passou a atender o lazer da comunidade das 5h às 23h, diariamente. O parque está localizado na Rua Senador Pinheiro Machado, Bairro Alto da Bronze. AI/NR

Acidente com trailler mata oito no México

Um trailer passou por cima de vários veículos e deixou oito mortos e 40 feridos na estrada México-Toluca, que conecta a capital mexicana com o Estado do México, informaram autoridades nesta quarta-feira (7)./G1.

Toffoli tenta acelerar julgamento sobre auxílio-moradia para magistrados

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, pretende agir para acelerar o julgamento sobre a legalidade do auxílio-moradia para magistrados, já que o fim do benefício é uma das alternativas para reduzir o impacto do reajuste de 16% dos ministros do STF, aprovado ontem pelo Senado. O presidente eleito Jair Bolsonaro criticou a medida e disse que não era o momento para aprovar o reajuste./G1.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui