Alagoas teve 336 casos de Aids registrados em 2018, a maioria entre heterossexuais

Os homens foram a maioria das notificações, com 231 casos, seguido pelas mulheres, com 105.

0
Foto: ONU/Unaids/Divulgação

Entre janeiro e novembro de 2018, 336 casos de Aids foram registrados em Alagoas, a maioria deles em pessoas heterossexuais. O resultado é menor que o de 2017, que no mesmo período registrou 399 notificações.

Com relação ao total dos casos de notificações relativos ao tipo de exposição em 2018, os números são 151 em heterossexuais; 57 em homossexuais; 13 em bissexuais; 5 perinatal, que é de mãe para filho; 2 em usuários de drogas injetáveis e 108 – não informaram a orientação sexual.

Os homens foram a maioria das notificações, com 231 casos, seguido pelas mulheres, com 105. Ainda neste período de 11 meses, 775 casos de infecção pelo vírus HIV foram notificados no estado. Também neste caso, a maioria foi registrada em homens (498) e pessoas que se declararam heterossexuais (346).

Viver com o HIV é diferente de ter Aids. HIV é a sigla em inglês para vírus da imunodeficiência humana. Ele ataca principalmente células do sistema de defesa chamadas CD4 e nos torna mais vulneráveis a outros vírus, bactérias e ao câncer.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui