Caumo indica R$ 1,5 milhão para reforma na prefeitura de Lajeado

Administração pretende dar início às obras em 2019. O recurso a ser utilizado compreende à venda da folha salarial do funcionalismo público.

1
Cerca de 3,900 metros quadrados serão avaliados no projeto de reforma (Fotos: Natalia Ribeiro)

Sem reformas desde a inauguração, em 1982, o prédio da prefeitura de Lajeado deve passar por uma revisão total em breve. De acordo com o secretário de Planejamento e Urbanismo de Lajeado, Rafael Zanatta, a administração municipal pretende dar início aos reparos ainda em 2019. Para isso, contratou uma empresa, ao custo de R$ 139 mil, visando a elaboração de estudo técnico sobre o que pode ser revisto na estrutura.

A contratada foi escolhida através de licitação, que tinha como preço máximo R$ 300 mil. Empresas da região não ofertaram valor mais baixo e, por isso, a Macro Arquitetura, de Tubarão, em Santa Catarina, venceu o chamamento. Durante os próximos 60 dias, os técnicos da licitada irão apurar o que pode ser reformado no prédio. No total, são 3.900 metros quadrados a serem avaliados.

Secretário de Planejamento e Urbanismo de Lajeado, Rafael Zanatta

Zanatta fala do que deverá ser priorizado no projeto. “Desde reformas estruturais na parte externa, reforma do reboco, troca do brise, que é a proteção para as janelas, verificação do telhado, que as telhas já estão muito velhas e começando a apresentar alguns problemas. E na parte interna, a gente quer rever todo o layout da prefeitura”. A retirada das divisórias nas secretarias e a troca de todo o piso são demandas preteridas pela gestão.

A empresa contratada vai apresentar um projeto, com memorial e orçamento. A partir disso, caberá ao prefeito Marcelo Caumo (PP) determinar o que será feito. “Nos cálculos iniciais, o prefeito destinou em torno de R$ 1,5 milhão para essa reforma. A gente sabe que a reforma completa irá custar mais, pois é um prédio que há anos não teve nenhuma melhoria, nenhuma reforma. Mas nesse momento o prefeito deve escolher quais as prioridades para que a gente possa garantir que o prédio da prefeitura continue sendo um ícone na cidade”, explica Zanatta.

Brise, que apresenta problemas, deve ser trocada

O recurso a ser utilizado compreende à venda da folha salarial do funcionalismo público, efetivada em 2018 com o Banco Santander. A construção, que fica entre as ruas Julio de Castilhos e Júlio May, no Centro de Lajeado, tem três pisos e mais um subsolo. Segundo o secretário, nesta semana a empresa estará na cidade para começar os trabalhos. Uma sala foi cedida aos profissionais.

Depois de ter o esboço do que será necessário reparar, a administração fará uma nova licitação para a obra. Adaptações nos espaços físicos poderão ocorrer, com a mudança temporária de alguma secretaria para outro endereço. Ainda no estudo, questões hidráulicas e elétricas deverão ser apontadas. NR

1 comentário

  1. Muito importante essa reforma ,de extrema necessidade,me desculpem mas a cidade está carecendo de outros investimentos, nossas estradas estão com bastante buracos e calçadas em péssimas condições,,mesmo sendo de obrigações de seus proprietários,praças necessitando de iluminação e manutenção,obras como o recapeamento da rua Carlos Sphor filho entre outras ,uma obra que venha melhorar o acesso aos bairros na RS 130 trevo da Brf,isso é uma pequenina reivindicações entre tantas ,e vão gastar esse valor com reforma de prédio e porque tem que ser uma empresa de fora do Estado a participar do projeto, administração está sonhando muito alto e esquecendo o que realmente precisa ser feito,podem até reforma o necessário ,mas acredito que esse valor esteja muito além do necessário a ser feito .

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui