Dentista que matava concorrentes em série é preso após 4 anos de investigações

Profissional não aceitava a concorrência de outro consultório odontológico na mesma rua.

0
Foto: Divulgação

O dentista Flávio do Nascimento Graça, de 39 anos, suspeito de ser responsável pelas mortes de três pessoas ligadas a uma clínica dentária de Santos, no litoral de São Paulo, foi preso na manhã desta quinta-feira (29). A motivação dos crimes foi vingança, já que o profissional não aceitava a concorrência de outro consultório odontológico na mesma rua, situação que teria levado o dentista à falência. O homem, considerado ‘serial killer’ pela polícia, estava foragido e tinha a prisão temporária decretada há quatro anos.

De acordo com as investigações da polícia, o ‘serial killer’ matou três irmãos proprietários da Clínica Americana: Agilson Corrêa de Carvalho, Aldacy Correa de Carvalho e Arnaldo Correa de Carvalho.

A localização do dentista ocorreu após um ‘longo e paciente’ trabalho de monitoramento não só do acusado, como também de pessoas que eram ligadas a ele. Com a prisão preventiva decretada, o dentista era considerado o procurado da Justiça número 1 no litoral de São Paulo, pela quantidade dos crimes em série cometidos e também em razão da sua aparente frieza na execução dos ataques às vítimas.

No dia 23 de dezembro de 2014, o empresário Agilson Corrêa de Carvalho, de 54 anos, foi morto com um tiro na cabeça quando saía da clínica. Segundo testemunhas, o bandido agiu sozinho e a rua ainda estava movimentada no momento da ação por conta das compras de Natal.

No dia 15 de julho de 2015, Aldacy Correa de Carvalho, de 56 anos, também foi assassinada ao sair de uma das unidades da clínica, que fica no Centro de Santos. Ela estava acompanhada por outras duas pessoas que também foram alvo dos disparos. Uma delas era Arnaldo Correa de Carvalho, de 54 anos, que morreu após passar quatro meses internado.

Foto: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui