Desafio de romper o ciclo da violência contra a mulher estará em pauta em fórum e congresso na Univates

Eventos ocorrem nos dias 7 e 8 de novembro. No segundo dia do evento, com transmissão especial do programa, a apresentadora do Papos de Mulher media palestra sobre o tema na Instituição.

0
Aline, delegada Elisabete e Ioná Carreno (Foto: Divulgação)

O programa Papos de Mulher da Rádio Independente terá uma transmissão especial no mês de novembro no 7º Fórum Regional de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher e o 2º Congresso de Atenção Integral à Saúde da Mulher, eventos que ocorrem no auditório do Prédio 7 da Univates.


ouça a entrevista


 

Celebrando os 20 anos de existência da Casa de Passagem do Vale, a apresentadora Aline Silva mediará, no dia 8 de novembro, o debate “Como romper o ciclo da violência contra a mulher”. O programa será transmitido das 19h10 às 22h30, diretamente da Univates. Na bancada, estão convidadas a zeladora da ONG Casa de Passagem, Fabiane da Rocha Barcelos, e Andreia Pereira de Araújo, que fará um relato sobre o processo e a quebra do ciclo de violência.

O 7º Fórum e o 2º Congresso de Atenção Integral à Saúde da Mulher ocorrem nos dias 7 e 8 de novembro. Além do debate, a programação contempla ainda palestras sobre temas como educação, gênero, violência obstétrica e raça.

Conforme a professora da Univates e doutora em Enfermagem Ioná Carreno, a proposta é discutir formas de enfrentamento à violência contra a mulher, que, segundo ela, tem aumentado em média 6,5% por ano. “É uma coisa que nos preocupa. Acreditamos muito que, com esses eventos, a gente consegue passar um recado, disseminar informações, tirar alguns mitos, esclarecer dúvidas que as pessoas venham a ter. Realmente, é um evento para todos os públicos: é para os alunos, para familiares, professores, doutores, pessoas da sociedade em geral”, destaca.

“Além de servir para esse debate, para essa reflexão, o evento tira a violência contra a mulher mais e mais da invisibilidade”, ressalta a professora de Direito e delegada de Polícia Civil aposentada Elisabete Barreto Müller. “Há uns 20 anos, quando eu comecei a pegar essa causa, essa bandeira, a violência era tido como algo para ficar entre quatro paredes, através do silêncio e da invisibilidade”, argumenta.

“Um fórum dessa grandeza, e com vários cursos envolvidos na preparação, com certeza faz com que as pessoas enxerguem esse problema, busquem soluções e percebem que não é só um caso de polícia. São várias organizações, segmentos na sociedade e os próprios cidadãos têm que se dar conta do quanto de responsabilidade se tem no enfrentamento dessa violência”, defende Elisabete.

Programação

Atividade

Data

Horário de início

Ministrante

Local

Palestra com tema: Educação e Gênero

07/11

13h30

Mediadora: Tânia Miorando

Palestrantes: Inauã Weirich, Aline Röhrig Kohl.

Auditório do Prédio 7

Palestra Violência Obstétrica sob o recorte da raça e do gênero: interfaces com a saúde e o Direito

07/11

19h10

Mediadora: Ioná Carreno

Palestrantes: Camilla Scheneck, Camila Lima e Renata Jardim

Auditório do Prédio 7

Palestra com tema: Raça e Gênero

08/11

13h30

Mediador: Flávio Roberto Meurer

Palestrantes: Suelen Aires Gonçalves

Auditório do Prédio 7

Palestra Como romper o ciclo da violência contra a mulher: edição do Programa Papos de Mulher

08/11

19h10

Mediadora: Aline Silva

Palestrantes: Fabiane da Rocha Barcelos, Andreia Pereira de Araújo – Agente de Endemia

Auditório do Prédio 7

 


WhatsApp vai começar a exibir anúncios

com Natalia Ribeiro

 

O aplicativo de mensagens WhatsApp vai começar a mostrar anúncios junto com os status de usuários – função semelhante ao stories do Instagram, lançada no ano passado. A afirmação é do vice-presidente do app, Chris Daniels, durante evento em Nova Delhi.
Segundo Daniels, os anúncios serão a “primeira forma de monetizar” o WhatsApp, o que poderia oferecer “uma oportunidade para marcas alcançarem as pessoas”. Contudo, não foi anunciado um prazo para a implementação da ferramenta.

Desde o ano passado, o status do WhatsApp se tornou um serviço muito utilizado, superando inclusive o uso do Snapchat, conforme números das empresas. Assim como no Snapchat, no Facebook ou no Instagram, é possível combinar foto e texto, e as imagens ficam visíveis aos seus contatos durante 24 horas.

A monetização do WhatsApp é um tópico quente dentro do Facebook e teria sido, inclusive, uma das razões para a saída dos fundadores do aplicativo. Isso porque a empresa de Mark Zuckerberg desembolsou mais de US$ 20 bilhões para adquirir o aplicativo de mensagens em 2014 e procura uma forma de ter retorno com a aplicação. Em seu início, vale lembrar, o app cobrava taxa de US$ 1 para uso. Mas isso caiu em 2016, quando se tornou completamente grátis.

Fonte: Época Negócios


Aperol Spritz

com Daniel Bortolini

 

Foto: Mariana Wermann/Jornal Nova Geração

Ingredientes:

150 ml de prosecco ou espumante tradicional
100 ml de Aperol
50 ml de água com gás
Uma rodela de laranja
Gelo

Preparo:

Em um copo largo com gelo, misture os ingredientes delicadamente e decore com uma fatia de laranja.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui