eSocial vai concentrar todas as informações dos trabalhadores em um único sistema

0
Viviane Serafim dos Santos e o contador Rui Mallmann falam sobre o eSocial (Foto: Tiago Silva)

A partir de 1º de julho, o eSocial será obrigatório para todos os empregadores do país, incluindo os pequenos. O processo de implantação tem cinco fases e iniciou em janeiro, primeiramente para as grandes empresas. O eSocial é uma nova forma de prestação de informações do mundo do trabalho que entrará em vigor no Brasil e integrará a rotina de mais de 18 milhões de empregadores e 44 milhões de trabalhadores.


ouça a entrevista


 

O eSocial é um projeto conjunto do governo federal que integra Ministério do Trabalho, Caixa Econômica, Secretaria de Previdência, INSS e Receita Federal. A iniciativa permitirá que todas as empresas possam realizar o cumprimento de suas obrigações fiscais, trabalhistas e previdenciárias de forma unificada e organizada, reduzindo custos, processos e tempo gastos.

“O eSocial é dispor todas as informações da folha de pagamento dentro de um sistema de governo, tudo unificado em um único ambiente. O eSocial veio para unificar todas as informações dos funcionários. Por isso envolve muito as empresas”, explica Viviane Serafim dos Santos, especialista no tema. “São 45 registros. Só do funcionário, são 195 campos de informação que vão para o eSocial”, destaca. Antes, eram enviados para órgãos distintos.

“Vai facilitar muito. Vai ser uma comunicação rápida”, percebe ela. “eSocial veio para simplificar”, afirma o contador Rui Mallmann.

“100% das empresas vão ser fiscalizadas a partir de agora. Atualmente, 5% das empresas são fiscalizadas, quando há denúncias”, destaca Viviane. TS

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui