Festa de Réveillon da Avenida Paulista terá queima de fogos silenciosa pela primeira vez

Projeto que proíbe soltar fogos barulhentos dentro do município de São Paulo foi sancionado pelo prefeito Bruno Covas (PSDB) em maio.

0
Foto: Divulgação

A tradicional festa de réveillon da Avenida Paulista, na região central de São Paulo, terá, pela primeira vez, uma queima de fogos silenciosa. A mudança foi confirmada pela prefeitura ontem (4).

O projeto de lei que proíbe soltar fogos de artifício barulhentos dentro do município de São Paulo foi sancionado pelo prefeito Bruno Covas (PSDB) em maio deste ano.

Os fogos com efeitos visuais, sem estampido, continuam permitidos, assim como aqueles que produzem barulho de baixa intensidade. A lei vale para recintos abertos e fechados, públicos ou particulares, em toda a capital paulista.

Pela lei, também ficou proibida a fabricação e uso de quaisquer artefatos pirotécnicos com efeito sonoro ruidoso. Em caso de descumprimento, a multa prevista é de R$ 2 mil.

O valor da multa será dobrado na primeira reincidência e quadruplicado a partir da segunda nas infrações cometidas dentro de um período inferior a 30 dias.

“O que se espera é uma conscientização da população para os problemas provocados pelo barulho dos fogos. É algo que atinge idosos, bebês, além dos animais. As pessoas com autismo têm muitas dificuldades. Com barulho intenso precisam de acompanhamento”, afirmou ao portal G1, à época da aprovação, o vereador Reginaldo Tripoli (PV), um dos autores da lei.

Para o presidente da Associação Brasileira de Pirotecnia (Abrapi), Eduardo Tsugiyama, os fogos são utilizados por momentos breves, insuficientes para prejudicar animais e seres humanos. “São apenas momentos de alegria e comemoração. Temos ruídos e barulhos constantes que são caminhões, motocicletas e o trânsito. Então, por que só os fogos?”, questionou.

Fonte: G1/Folha de São Paulo

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui