Homem morto em confronto após ataque a banco era natural de Lajeado

‘Fofão’ era considerado o líder da quadrilha.

0

Era natural de Lajeado o indivíduo morto em confronto com a polícia após ataque a banco com explosivos na Caixa Econômica Federal de Canguçu, na madrugada de sábado (11).

Foto: Reprodução

Luís Adriano Dias (32), conhecido como ‘Fofão’, estava foragido do sistema prisional e morreu em troca de tiros após o ataque à agência bancária. Um policial civil ficou ferido por um disparo e foi encaminhado ao hospital.

A quadrilha fez reféns e explodiu os caixas eletrônicos da Caixa. Dois veículos foram incendiados pelos assaltantes. Fofão foi morto na estrada que liga Canguçu a Encruzilhada do Sul. A quantia levada pelos criminosos não foi revelada.

Fofão era considerado o líder da quadrilha. No sábado anterior, dia 04, o bando havia atacado com explosivos o Bradesco de Encruzilhada do Sul.

O lajeadense estava foragido da Penitenciária Modulada de Osório desde janeiro de 2017. Além disso, ele tinha em aberto um mandado de prisão definitiva expedido pela 1ª Vara de Execuções Criminais (VEC) de Porto Alegre, com uma condenação de mais de 56 anos de prisão.

Dias tinha diversos antecedentes, incluindo homicídios em Porto Alegre e Lajeado, além de porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas. DB



DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui