Imigrante haitiana com deficiência visual é aprovada na OAB, quer se naturalizar brasileira e virar juíza

0
Foto: Divulgação

A haitiana Nadine Taleis, de 35 anos, acaba de se formar na faculdade de Direito, no Distrito Federal foi aprovada no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), está a caminho de se naturalizar brasileira e pretende prestar concurso para juíza. Com deficiência visual, passou por abrigos até receber a ajuda de uma família brasileira.

Foi com o dinheiro que sua mãe “emprestada” lhe dava para comer e alugar uma quitinete que Nadine pagou as primeiras mensalidades do curso de Direito da Faculdade Mauá, na cidade-satélite de Vicente Pires.

Só então ela contou à família brasileira que estava fazendo o curso – e deixou de passar fome para cobrir as mensalidades. Apta a exercer a advocacia no Brasil, seu próximo objetivo é trabalhar num escritório de direito tributário.

Fonte: BBC Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui