Mãe e padrasto são indiciados pela morte de menino em Bom Retiro do Sul

Investigação desmente versão inicial da mãe, que alegou negligência por parte da ambulância do município em socorrer o garoto.

0

A mãe e o padrasto de Jonas Santiago de Farias (2) foram indiciados pela morte do menino, ocorrida no dia 16 de outubro deste ano, em Bom Retiro do Sul. Na ocasião, a declaração de óbito apontou que o falecimento foi decorrente de aspiração de conteúdo gástrico, ou seja, afogamento. Conforme o delegado Juliano Stobbe, que responde pela Delegacia de Polícia (DP) do município, depoimentos e provas colhidos durante a investigação deixaram claro o tratamento ríspido que o menino recebia tanto da mãe como do padrasto.

Segundo Stobbe, em uma gravação que mostra a família retornando do ginásio onde estaria acontecendo um jogo, na noite em que o menino morreu, aparece o padrasto de mãos dadas com o garoto levando ele de forma ríspida pelo caminho. O delegado relata que o garoto teria se afogado com o suco gástrico ainda no caminho de casa, o que poderia ter sido ocasionado pela forma como ele foi levado.

A mãe do menino, de 20 anos, e o padrasto, de 17 anos, foram indiciados por homicídio culposo. A investigação também desmentiu a versão apresentada inicialmente pela mãe, quando ela disse que teria havido negligência por parte da ambulância do município que havia sido chamada para socorrer o garoto. AD/Giro do Vale



DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui