Manifestação contra reformas do governo ocorre em Lajeado

Ato ocorre no dia 28 de abril a partir das 08h30.

0
Foto: Kainan Oliveira

Ocorre no dia 28 de abril o chamamento para uma Greve Geral, da qual, todos os trabalhadores, estudantes e movimentos sociais são convocados a participar para demonstrarem a contraposição da sociedade ao fim da aposentadoria, ao desmanche da legislação trabalhista e toda a imposição de retrocessos.

Segundo o vice-presdente do SindiComerciarios de Lajeado e integrante da comissão organizadora do ato na região, Ricardo Ewald, o impeachment da presidente Dilma em 2016 fez com que a situação piorasse, através de propostas de reformas e projetos que não foram citados em campanhas eleitorais.

Ele explica que as centrais sindicais, com o intuito de criticar o governo que dizem não ser legítimo, chamou uma greve geral, e Lajeado está junto no movimento, lutando pelos direitos dos agricultores, comerciários e demais servidores.

O ato inicia às 08h30 em frente ao novo prédio do Sicredi. O grupo realizará uma caminhada em direção ao Centro de Lajeado. “A população tem que vir para participar do nosso ato. Vamos passar em frente à previdência, em frente à câmara e Correios”, comenta. Ewald comenta também que haverá uma parada na Prefeitura de Lajeado, com o objetivo de mostrar a participação do governo municipal nesses processos. O grupo passará ainda pelo Banrisul, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal. Todos locais representam algo para o grupo.


ouça a entrevista


O organizador destaca ainda que serão pelos menos mil pessoas envolvidas na manifestação. Não se sabe se haverá interrupções na BR-386. “Não queremos fazer nenhum ato de baderna, mas sim para alertar a população”, frisa. KO

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui