Municipalização do Porto de Estrela deve ser assinada em até 60 dias

Prefeito Carlos Rafael Mallmann volta de Brasília comemorando também acréscimo de R$ 1 milhão em recursos do FPM.

1
Mallmann avalia resultados da Marcha dos Prefeitos (Foto: Floydy Mattje)

Foi realizada nesta semana a XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. Diversos prefeitos do Vale do Taquari participaram do evento. O chefe do Executivo de Estrela, Carlos Rafael Mallmann, retornou com novidades e otimista com os encaminhamentos. Ele concedeu entrevista ao Programa Encontro Maior, da Rádio do Vale, e informou que uma das medidas do Governo Federal foi a decisão política de municipalizar o Porto de Estrela.


ouça a entrevista

 


 

A expectativa é que os trâmites para a assinatura sejam concluídos em até 60 dias. Em paralelo, a Prefeitura tenta a reclassificação da estrutura para Pequeno Porte. Isso possibilitaria que 37 hectares pudessem ser utilizados pelo município para atração de empresas, já que apenas sete hectares são usados pelas instalações.

SAIBA MAIS:

Por questões pessoais, Temer não quis assinar decreto sobre o Porto de Estrela, diz Rafael Mallmann

Entrevista no Programa Encontro Maior, com Renato Worm (Foto: Floydy Mattje)

Outra que o prefeito ressalta da viagem a Brasília novidade foi a promessa de repasse de 1% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) para o mês de setembro. Estrela teria um acréscimo de R$ 1 milhão.

Por fim, Mallmann destacou a vontade do Governo Bolsonaro em desburocratizar os processos de repasses às Prefeituras. As emendas parlamentares, por exemplo, que precisam de avaliação dos projetos pela Caixa Econômica Federal não teriam mais esse trâmite. O recurso seria depositado diretamente na conta dos municípios, evitando a demora para o processo licitatório e a perda de 11% que fica com a Caixa.

O prefeito estimou que, atualmente, sejam necessários até dois anos para a conclusão do processo, desde a liberação da verba até o lançamento da licitação. Esse prazo cairia para apenas dois meses. GL

1 comentário

  1. Respeito o Sr. Prefeito e seu esforço para o desenvolvimento de Estrela, todavia seu conhecimento quanto a logística de transporte está atrasado 50 anos. Dizer que as embarcações precisam ser adequadas a hidrovia, propondo chatas para atender o Porto de Estrela, sem ter ideia da capacidade de transporte e produtividade chega a ser de uma ingenuidade descomunal. Se por um lado as chatas não requerem calados profundos, o prefeito esquece que na barragem de Bom Retiro a eclusa limita a altura da embarcação e consequentemente suas cargas. Olha, nada pessoal, mas já chega de politicos se meterem em temas que não conhecem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui