Não há consenso no Vale sobre os pedágios na BR-386

Sandro Sotilli estará em Muçum.

0

Não há consenso no Vale sobre os pedágios na BR-386. As opiniões de lideranças são divididas. Já entre a população, me parece que há unanimidade, contra os pedágios.

Sandro Sotilli com seu personagem folclórico que viralizou nas redes sociais estará em Muçum no dia 9 de abril. Participará de um jogo em prol do Hospital do município.

Presidente da AMVAT e prefeito de Estrela Carlos Rafael Mallmann (foto) convidou o professor Luiz Senna, da UFRGS, para a assembleia da entidade no dia 10 de março, em Estrela. Senna é considerado uma sumidade na área da mobilidade urbana. Possui larga experiência na área de Engenharia de Transportes, com ênfase em Economia e Planejamento de Transportes, atuando principalmente nos temas: planejamento de transportes, concessão de rodovias, economia dos transportes. Com ele, certamente os prefeitos terão uma ideia mais clara dos benefícios ou não da concessão da BR-386 e a instalação de pedágios na rodovia.

O substituto de Ricardo Ewald no comando do PT de Lajeado deverá ser o assessor parlamentar Carlos André Nunes. A eleição ocorrerá no dia 9 de abril na Câmara de Lajeado quando será definido o diretório de 24 membros.

Comentário de um prefeito na quarta-feira: “se vê mesmo que acabou o Carnaval, agora todo mundo precisa da Prefeitura, antes era tudo festa, férias e praia”. Naquele dia o gabinete do prefeito recebeu o maior fluxo de pessoas deste ano. Todos com algum pedido, em sua maioria emprego.

A lei diz que é proibido fazer uso do telefone celular quando se está dirigindo. É multa gravíssima de R$ 293,47 no bolso de quem for autuado e sete pontos na carteira. Esta regra vale também para motoristas de ambulâncias, táxis e ônibus. É claro que os motoristas sabem disto, mas parece que as vezes dá lapso de memória. É impressionante como se vê estes profissionais fazerem uso do celular quando estão dirigindo. O mais grave não é nem a multa ou os pontos e sim o risco de acidentes.

O governo federal pagou em janeiro quase R$ 2 milhões em jetons a 423 integrantes dos conselhos de administração de empresas públicas como Petrobras, Itaipu Binacional, BNDES e Banco do Brasil. Em 2016 foram gastos mais de R$ 21 milhões. Dyogo Oliveira (Planejamento), recebeu em janeiro R$ 18 mil do conselho do Senac, além do salário de R$ 30,9 mil. O advogado de Dilma, José Eduardo Cardozo, recebeu R$ 21,2 mil do conselho do BNDES em setembro, um mês após o impeachment.

A Câmara dos Deputados vai gastar R$ 23 milhões este ano com segurança nas residências oficiais dos deputados federais.

Airton Sandoval (PMDB-SP), suplente do futuro ministro Aloysio Nunes, será o 14º senador sem-votos a exercer o mandato.

O presidente Michel Temer já avisou sua base aliada no Congresso. Quer ver aprovadas as reformas da Previdência e Trabalhista no primeiro semestre deste ano.

O carnaval acabou, exceto para deputados federais, que só voltam ao batente no dia 7. E já esperando a Semana Santa.

Nas redes sociais a população não dá trégua ao governo Caumo. Durante a semana, foi uma enxurrada de reclamações sobre limpeza de ruas e situação de trafegabilidade de vias não pavimentadas.

A Coluna recebeu de um leitor a seguinte reclamação: “Tenho uma árvore nativa no pátio de minha residência, e, isto me dá direito a um desconto no IPTU conforme lei do município. Solicitei em 20/01/2016 o referido desconto junto ao SEMA conforme protocolo número 1784/2016, ocasião em que a funcionária que me atendeu explicou que para o pagamento do IPTU de 2017, o desconto já estaria incluso no valor total. Acontece que em 20/01/2017 fui verificar o andamento do referido protocolo, e, para minha surpresa, fui informado que nada tinha sido feito, nem mesmo foram em minha residência para verificar a existência da árvore. Minha indignação não é pelo desconto que deveria ganhar, até porque ele é irrisório, mas sim pela falta de competência do órgão público. Aí, quando se fala em privatização a reclamação é geral. Temos que privatizar para melhorar.” O cidadão está identificado no e-mail enviado. E com razão em relatar e reclamar. Porque tem direito ao desconto e por ter sido muito mal atendido.

Felizmente, não é regra a pecha de que todo servidor público atende de forma errada. Existem bons servidores. E são a maioria.

O ex-senador Pedro Simon foi convidado para ser palestrante no evento de comemoração do 52º aniversário da Procuradoria-Geral do Estado, celebrado em 19 de março. O convite foi feito pelo procurador-geral do Estado, Euzébio Ruschel. A palestra realiza-se em 13 de março, às 14h30min, no Auditório da PGE, durante o seminário “O Combate à Corrupção no Brasil: Tendências”. A entrega do convite foi feita na manhã desta sexta-feira no gabinete do deputado estadual, Tiago Simon. Euzébio Ruschel é natural de Cruzeiro do Sul, filho do saudoso ex-prefeito Manoel Ruschel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui