Pesquisa mostra alta no consumo de álcool e substâncias psicoativas em Lajeado entre jovens de 12 a 17 anos

"Nós vimos um crescimento exponencial de 2012, quando foi feita a última pesquisa, para 2018", alerta o promotor de Justiça Neidemar Fachinetto.

0
Fachinetto expõe dados de pesquisa no âmbito de Lajeado (Foto: Nícolas Horn)

“Houve um incremento de consumo de substâncias psicoativas numa proporção assustadora”, alerta o promotor de Justiça Neidemar Fachinetto, ao analisar dados de uma pesquisa realizada no âmbito do Vida+Viva Sem Álcool (-18 anos), programa que realiza o seu 5º Concurso Cultural e 4º Seminário Técnico-científico em 17 de outubro, na Univates.

Conforme Fachinetto, o consumo de ecstasy entre jovens de 12 a 17 anos aumentou quase três vezes de 2012 até o ano 2018 (de 1,3% a 3%). Em relação à maconha, a alta foi de 9% para 18% e cocaína, de 3% para 5%.


ouça a entrevista


 

O levantamento foi realizado com estudantes de 12 a 17 anos, conduzido pelo Núcleo de Pesquisa em Assistência Farmacêutica do Vale do Taquari. O percentual daqueles que consumiram alguma vez na vida passou de 63,12% em 2012 para 75,6% em 2017/2018. No último ano, os dados apontam que 70% deles consumiram álcool.

“Além do dado em si já ser assustador, nós vimos um crescimento exponencial de 2012, quando foi feita a última pesquisa, para 2018. Por exemplo, em 2012, a média de adolescente de 12 anos era de 28% de consumo entre meninos e 27% entre meninas. Passou para 51% e 53% em 2018. Esse gráfico, que antes era numa diagonal bem acentuada, agora praticamente é numa horizontal. Ou seja, entre 12 e 18 anos, todos estão acima dos 50%”, comenta o promotor.

“Os motivos que levam a isso nós podemos fazer várias análises. Mas, nesse momento, queremos chamar atenção de que se nós queremos enfrentar o número de homicídios, diminuir o número de vítimas de violências domésticas, de acidentes de trânsito em adultos, nós temos que começar a ser mais rigorosos quando ao fornecimento e a venda de e ao consumo por crianças e adolescentes”, argumenta Fachinetto.

“O adulto não começa a ser um consumidor contumaz, frequente, do nada. Isso é uma história de vida. Se observarmos os dados de adolescentes de 16 e 17 anos, verificamos que o consumo é de adulto. De cada 100, de 93 a 95 consomem regularmente”, atesta.

Inscrições abertas em concurso cultural

O concurso cultural do programa Vida+Viva Sem Álcool (-18 anos) está com inscrições abertas até o dia 30 de abril, no site www.vidamaisviva.org.br. Os estudantes podem concorrer nas categorias dança, música, teatro e vídeo. Após a inscrição, eles passam por uma capacitação, entre os dias 29 de maio e 11 de junho. A final será no dia 17 de outubro, no auditório do Prédio 7 da Univates.

As categorias Dança e Música se apresentam 8h30 às 11h30, e as categorias Teatro e Vídeo mostram seus materiais das 13h às 17h30. TS

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui