Pista do aeródromo e rótula na ERS-453 entre as prioridades de Estrela para 2019

Estratégia foca busca de recursos em Brasília e cobrança da EGR por execução de projeto.

1

A Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Econômico (Seplade) de Estrela definiu algumas prioridades para 2019. Entre as metas estão a busca de recursos para melhorias no Aeródromo e a execução da rótula de acesso à Rua João Fell, no Bairro Pinheiros. O titular da pasta, Paulo Ricardo Finck, concedeu entrevista ao Programa Encontro Maior da Rádio do Vale. Ele relatou que, na próxima semana, uma comitiva deve ir a Brasília em busca de recursos para os investimentos no Aeródromo.


ouça a entrevista


 

Seriam necessários cerca de R$ 3,5 milhões para a ampliação e a pavimentação da pista, além da construção do novo acesso. O secretário entende que as adaptações são fundamentais para que em breve, jatinhos com até 20 passageiros possam pousar em Estrela.


Entrevista no Programa Encontro Maior, com Renato Worm (Foto: Chanderley Soares)

Outro desafio é a concretização da obra de implantação da rótula de acesso à Rua João Fell, no Bairro Pinheiros, na RSC-453. No ano passado, a Prefeitura finalizou o projeto e entregou a Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), que havia se comprometido a executar a proposta.

No entanto, até o momento os trabalhos não foram iniciados. Paulo Ricardo Finck entende que somente uma cobrança mais forte da EGR viabilizará a obra.

Através da Rua João Fell, também está sendo trabalhado o acesso ao Distrito Industrial. Já estão concluídos 70% dos serviços. Uma das empresas que poderá se transferir ainda em 2019 para o local é a Nutritec, que possui cerca de 120 veículos, entre caminhões e demais utilitários. A Rua João Fell também pode ser utilizada como ligação da Rota do Sol a BR-386, desafogando o trânsito do Bairro Boa União. GL

1 comentário

  1. Como é que é ? Vão pra Brasília “pedir” R$ 3,5 milhões pra beneficiar 2 ou 3 donos de jatinhos ???
    Que benefício concreto isso trará para os demais milhares de contribuintes ?
    Obra totalmente desnecessária para a realidade e a crise que o país vive.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui