Projeto prevê a criação de uma megatrilha de 3 mil quilômetros pela Mata Atlântica

O projeto irá percorrer o litoral desde o Rio de Janeiro até o Rio Grande do Sul.

0
Foto: Divulgação

Órgãos públicos, organizações do terceiro setor e comunidades locais se uniram para colocar em prática o projeto Caminho da Mata Atlântica, uma trilha de 3 mil quilômetros ao longo do litoral desde o Rio de Janeiro até o Rio Grande do Sul, passando por São Paulo, Paraná e Santa Catarina.

A trilha deve passar por mais de 70 municípios e unidades de conservação. Segundo a coordenação do Programa Mata Atlântica e Marinho da ONG WWF-Brasil, mais de 3.800 quilômetros já foram mapeados e cerca de 80% do trajeto já pode ser percorrido.

Os trechos mais estruturados estão nos Estados do Rio de Janeiro, Paraná e Santa Catarina. Segundo a ONG, a ideia foi apresentada durante o 7º Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação, em 2012. A expectativa da entidade é que todo o percurso esteja conectado em dez anos.

O Caminho da Mata Atlântica interligará trilhas tradicionais como a Travessia Petrópolis-Teresópolis (RJ), o Caminho do Ouro de Mambucaba (SP/RJ), os Caminhos do Mar (SP), do Itupava e da Conceição (PR). As conexões podem se dar por novas demarcações ou pequenas estradas rurais.

Em média, um turista de aventura caminha cerca de 15 quilômetros por dia. Mantendo o ritmo, ele precisaria de 200 dias para completar o percurso.

As trilhas ajudam na conservação da biodiversidade, apoiando a manutenção e a recuperação de corredores florestais e permitindo o fluxo de animais e de sementes entre as áreas protegidas.

No decorrer dos anos, a ideia é de que os caminhos não acompanhem mais estradas de terras, incentivando os proprietários rurais a restaurarem a vegetação e a criarem opções de alimentação e de pernoite próximas a reservas ou a APP (reas de Preservação Permanente).

Fonte: O Sul

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui