Rede social bane israelenses que criavam perfis falsos e atuavam até no Brasil

Uma organização chamada Grupo de Arquimedes foi identificada como a fonte de parte dessas atividades.

0
Foto: Saul Loeb/AFP

O Facebook removeu 265 contas da rede social e do Instagram, além de páginas e eventos. Eram conteúdos que promoviam comportamento não-autêntico, que tinham como alvo usuários no Sudeste Asiático, na América Latina e na África.

Essa atividade tinha origem em Israel, de acordo com o comunicado da empresa, que tem tornado públicos os seus esforços para tentar controlar brechas de privacidade e discurso de ódio em suas páginas.

Conforme o chefe de segurança da empresa, Nathaniel Gleicher, as pessoas por trás dessa rede usaram contas falsas para gerenciar páginas, disseminar seu conteúdo e aumentar o engajamento de forma artificial.

Uma organização chamada Grupo de Arquimedes foi identificada como a fonte de parte dessas atividades –ela agora está banida do Facebook. O grupo tinha nas suas redes quase 3 milhões de seguidores.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui