Univates oferece técnicos em Cervejaria e Agronegócio

Curso é uma das novidades para 2019.

0
Foto: Kainan Oliveira

A Univates tem 21 cursos técnicos com inscrições abertas para o ano de 2019 sendo que dois deles são novidades: Cervejaria e Agronegócio. Mariano Rodrigues e Cristiano Both, coordenadores dos cursos de Cervejaria e Agronegócio, respectivamente, participaram do programa Panorama para falarem sobre o assunto.


ouça a entrevista

 


O técnico em Cervejaria formará especialista em cervejas e o tornará conhecedor de todas as etapas do processo de produção, bem como modos de servir a bebida e com o que consumi-la. “Somos pioneiros, é único no Rio Grande do Sul e prepara profissionais para coordenar atividades de produção de cervejas, como moagem do malte, maceração, filtração, fervura, decantação e resfriamento do mosto, fermentação, maturação e envasamento do produto”, destacou Mariano.

O técnico em Cervejaria poderá atuar como responsável técnico de uma cervejaria e está capacitado para elaborar receitas de cerveja, escolher a matéria-prima e controlar a qualidade. O profissional pode trabalhar em cervejarias, bares, restaurantes e em pubs.

“O Brasil é o terceiro produtor de cerveja do mundo e aqui no Rio Grande do Sul somos os que mais produzem cerveja artesanal”, disse Mariano, ressaltando que com o passar do tempo os bares e restaurantes poderão ter sua própria cerveja fabricada.

Cristiano Both destacou que o curso Técnico em Agronegócio formará profissionais para a gestão de negócios na área, podendo coordenar a produção, o armazenamento, o processamento e a comercialização dos produtos agrícolas e derivados. O profissional também terá capacidade de avaliar custos de produção e opções de comercialização de novos produtos e serviços, além de captar e aplicar linhas de crédito compatíveis com a produção, implantar e gerenciar o turismo.

“O foco do curso é na gestão e na comercialização e nosso aluno poderá atuar em propriedades rurais, estabelecimentos agroindustriais, empresas de assistência técnica, extensão rural e pesquisa”, disse ele. A criação do curso foi baseado na demanda que tem na pequena propriedade rural um dos destaques na economia regional.

Os dois cursos tem duração de 1.200 horas/aula e as os encontros serão sempre a noite, de segunda a sexta-feira. As aulas começarão em meados de fevereiro. As inscrições podem ser feitas no site da instituição ou diretamente na campus. FC

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui