Vereador considera inadmissível situação de insegurança vivida em Estrela

Como presidente da Uame, João Braun também pede melhorias na iluminação.

1
Entrevista no Programa Realidade com Lauro Schmitt. (Foto: Chanderley Soares)

A Prefeitura de Estrela anunciou a implantação de câmeras de videomonitoramento no município. O tema repercutiu na sessão desta segunda-feira (16) no Legislativo.


Ouça a entrevista

 


O vereador João Braun, do PP, concedeu entrevista ao Programa Realidade da Rádio do Vale e citou que a medida é importante. No entanto, não é a única solução para a situação de insegurança vivida em Estrela.

Os homicídios recentes nos bairros e os assaltos praticados no Oriental aumentam a sensação de intranquilidade, considerada inadmissível pelo parlamentar.

João Braun também é presidente da Uame, a União das Associações de Moradores de Bairros de Estrela. Nesta condição, ele pediu sugestões para melhorar a segurança no município. Entre as principais demandas está a iluminação pública. O vereador quer melhorias, principalmente nas praças públicas, onde a escuridão facilita a aglomeração de pessoas suspeitas.

Entrevista no Programa Realidade com Lauro Schmitt. (Foto: Chanderley Soares)

Outra solicitação é a roçada dos terrenos baldios, locais utilizados como refúgio de elementos que praticam os delitos em Estrela. GL

1 comentário

  1. O partido dele foi governo durante todo o governo Sartori e não ouvi ele abrir a boca pra nada, só agora que o PP saiu do governo Sartori ele reclama. O partido dele foi gestor da secretaria de transportes durante todo governo Sartori e não ouvi ele reclamar da ponte da 386, só agora que o PP saiu do governo Sartori ele reclama. Esse vereador é um demagogo e agora que começam as movimentações para as eleições estaduais, que consequentemente darão a tônica para a eleição a prefeito depois, ele começa a bater em tudo e em todos, inclusive do governo municipal do qual faz parte. Saia da base do governo vereador, seja coerente, inclusive doe a parte do seu subsídio que falou que iria abrir mão na campanha. Cidadão Convicto de número 11.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui