Pai de menino morto em incêndio diz que terá que ser mais forte que a esposa: “Não tem o que fazer”

Criança, que completou 1 ano no último sábado, estava sozinha em quarto com aquecedor ligado


0
Foto: Reprodução

No último sábado (7) o menino que morreu em um incêndio na manhã desta quinta-feira (12), no Bairro Alto da Bronze em Estrela, completou 1 ano de idade. A criança estava em casa dormindo quando o incêndio começou. Próximo a ele, na mesma residência, porém no pavimento inferior, estava a avó.


OUÇA A ENTREVISTA COMPLETA COM O PAI DO MENINO


Devido ao frio, um aquecedor permaneceu ligado, e este seria o causador do incêndio. No momento do ocorrido, os pais estavam trabalhando, conta o pai. “Minha esposa tentou me ligar, só que ela não conseguia falar.”

Abalada, a mãe do menino ficou em estado de choque. O pai afirma que precisa encontrar forças para manter a estrutura de sua família. “Ela está em estado abalado. Eu tenho que ser mais forte do que ela, não tem o que fazer”, diz.

Quando o sinistro foi percebido, as chamas já haviam se alastrado pela repartição, que é de madeira, impedindo o acesso ao bebê que morreu no local. A filha do casal, de 5 anos, estava na creche na hora do sinistro.

Além do aniversário do menino, no sábado, em outras duas datas importantes a família pôde ficar reunida. “Dia 7 foi o aniversário dele, depois veio o Dia dos Pais (domingo) e dia 10 (terça-feira) foi o meu aniversário”, conta o pai, emocionado.

Uma equipe do Samu foi acionada e a mãe precisou ser encaminhada ao Hospital Estrela devido seu estado emocional. O pai também precisou ser amparado. CC/MS

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui