Começou hoje (17) a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza, que vai até 26 de maio, e tem o dia de mobilização nacional marcado para o dia 13. A meta é vacinar 54,2 milhões de pessoas em todo o país. Fazem parte do grupo prioritário Crianças de 6 meses a 5 anos, gestantes, mulheres que estão no período de até 45 dias após o parto, idosos, profissionais da saúde, indígenas, pessoas privadas de liberdade, portadores de doenças crônicas e outras doenças que comprometam a imunidade e os professores de escolas públicas ou privadas.


A Secretaria de Saúde (Sesa) de Lajeado promove, no dia 29 de abril (sábado), o Dia D do Adolescente com a vacinação contra Meningite C e HPV. As vacinas já são realizadas diariamente nas Unidades de Saúde do município, mas receberão um dia especial no calendário de vacinação naquele sábado. No dia 29 as Unidades de Saúde do Centro, Montanha, São Cristóvão e Olarias estarão abertas das 8h às 17h para realizar estas e outras vacinas do Calendário do Adolescente.


Os mais de R$ 10 bilhões que a Odebrecht usou para pagar propina a políticos poderia ter sido investido na construção de 5.421 creches e atender mais de 867 mil crianças. Se o recurso fosse aplicado para a compra de veículos de resgate ou transporte de estudantes, seria possível adquirir 83.944 ambulâncias ou mais de 55.257 ônibus escolares. O valor usado para pagar propina também daria para construir mais de cinco mil UPAs. A conta foi feita pela associação Contas Abertas.


O relator da reforma da Previdência (PEC 287/2016) na Câmara, deputado Arthur Maia (PPS-BA) está concluindo seu parecer sobre a proposta enviada pelo governo. Depois de participar ontem (16) de reunião com lideranças dos partidos aliados e o presidente Michel Temer, o deputado incluiu mudanças na redação de seu texto, além dos cinco pontos já apresentados nos últimos dias. As alterações ainda não foram divulgadas.


O ex-executivo da Odebrecht Carlos Fadigas afirmou no depoimento de delação premiada que a construtora pagou propina, em troca da aprovação de uma medida provisória, para os senadores Romero Jucá (PMDB-RR), Eunício Oliveira (PMDB-CE), e para os deputados Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA). A assessoria de Maia disse que, segundo o deputado e presidente da Câmara, “são falsas as citações dos delatores”.


O Conselho Nacional de Segurança turco, dirigido pelo presidente Recep Tayyip Erdogan, anunciou nesta segunda-feira (17) uma nova prolongação de três meses do estado de emergência que está em vigor desde a tentativa de golpe frustrada de julho passado. A decisão foi tomada dois dias antes de a medida expirar e no dia seguinte da vitória do “sim” no referendo sobre o reforço dos poderes do presidente Erdogan. Com a aprovação das mudanças, Erdogan pode permanecer à frente do Estado até 2029, quando estará com 75 anos.


A Polícia Civil e a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) receberam, na manhã desta segunda-feira (17), 377 armas, 216,8 mil munições, 240 granadas e 40 tubos de gás antitumulto. O investimento é de R$ 1.537.126,57 e os recursos são do governo do Estado. Também foram entregues Sparks e gás lacrimogêno e spray de pimenta. O secretário da Segurança, Cezar Schirmer, falou sobre o investimento.Os equipamentos vão para os departamentos, divisões e delegacias especializadas da Polícia Civil.


O Detran-RS divulgou nesta segunda-feira (17) o balanço do feriadão de Páscoa no Rio Grande do Sul. Conforme levantamento, a média de mortes por dia nas estradas gaúchas, de quinta-feira (13) adomingo (16), foi a menor em seis anos. Conforme o Detran, três pessoas morreram a cada dia. No total, foram 12 mortes em 206 acidentes registrados. O número de feridos foi de 195.


O trecho da 4ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR-386, que passa pelo Vale do Taquari, não teve mortes no trânsito neste Feriadão de Páscoa. No ano passado, também não foram registrados óbitos. O levantamento da PRF apresentou queda de 13% no número de acidentes, sendo 20 em 2017 e 23 no ano passado. Apenas um acidente grave foi registrado, contra dois em 2016.


O secretário de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda, Mansueto Almeida, afirmou nesta segunda-feira (17), durante seminário “Os caminhos para a reforma da Previdência”, que todo esforço de conter gastos no primeiro trimestre deste ano foi consumido pelo aumento dos gastos previdenciários. Conforme ele, no primeiro trimestre deste ano, contra o ano passado, a despesa que o governo consegue cortar, inclusive investimento, caiu R$ 10 bilhões.

Produção e apresentação: Ricardo Sander
Próxima edição: nesta segunda (17), às 08h.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui