Com falta de profissionais, Escola Érico Veríssimo retomará aulas presenciais após 1 ano e três meses de ensino remoto

Mesmo com autorização, retorno não aconteceu por falta de funcionários para limpeza e merenda escolar. Cerca de 780 alunos estão matriculados na escola lajeadense e 150 voltam na próxima segunda-feira (7)


0
Desde março de 2020 salas de aulas estão vazias com atividades sendo realizadas a distância (Foto: Gabriela Hautrive)

A Escola Estadual de Educação Básica Érico Veríssimo de Lajeado segue com problemas para retomada das aulas presenciais, porém decidiu voltar com as atividades após 1 ano e três meses de ensino remoto. No dia 13 de março, a reportagem da Rádio Independente relatou que o educandário não havia retornado com nenhuma turma das 27 que atuam na escola, todas de Ensino Médio, envolvendo cerca de 780 alunos, por conta da falta de funcionários para atuar nos setores de limpeza e produção de merenda. Mesmo recebendo um profissional para cozinha, ainda falta outro para realizar a higienização das salas de aulas.


ouça a reportagem

 


Com equipe desfalcada, em conjunto com a 3ª Coordenadoria Regional de Educação (3ª CRE), a escola tomou a decisão de fazer um cronograma e voltar com escalonamento de alunos a partir da próxima segunda-feira (7), segundo a diretora, Silvana Benini. “Na semana que vem, de 7 a 11 de junho, estaremos atendendo os alunos dos primeiros anos, em três turnos, manhã, tarde e noite, e também os alunos do EJA, T8 e T9”, explica. São 150 estudantes neste primeiro grupo, e outros 72 que voltam na segunda semana, de 14 a 18 de junho, com turmas de segundos e terceiros anos. “Nessa primeira semana somente alunos do 1º ano, na outra, somente 2º 2º e 3º com primeiros anos e EJA ficando em casa”, completa.

Diretora da Érico Veríssimo, Silvana Benini (Foto: Gabriela Hautrive)

A diretora reforça que é preciso organizar os alunos desta forma para que seja possível fazer a limpeza e higienização necessária das salas de aulas apenas com as duas profissionais de limpeza que atuam no educandário no momento. “O turno da manhã são quatro turmas e a tarde são cinco, então isso possibilita que a funcionária da manhã consiga higienizar os espaços ao meio dia e o mesmo tempo aconteça no final da tarde para que o turno da noite consiga utilizar”, explica.

O retorno, mesmo que não tenha a totalidade dos alunos, é válido, conforme Silvana. “Um ano e meio tendo os alunos longe e ainda agravando a situação dos que entraram no Ensino Médio esse ano e no ano passado. Então, é uma preocupação muito grande, eles vem de uma realidade diferente e entram em uma escola nova, com mais disciplinas”, entende.

Ainda não há previsão para contratação de um novo profissional para atuar na escola. “Foi a forma que conseguimos para poder retornar com parte dos alunos”, ressalta. Só estão permitidos voltar os estudantes que tiveram autorização do termo de compromisso assinada pelos pais ou responsáveis. “Temos pais que procuraram a escola e assinaram o termo, então grupo de alunos em que os pais vieram nesta semana, eles pertencem a uma etapa de retorno que será a partir da 3ª semana, então pedimos para que fiquem atentos aos grupos que passamos informações e lista dos alunos que voltam”, explica a diretora.

A lista será conferida na chegada dos alunos, quando for feita a aferição da temperatura. “Pedimos a atenção de todos, pois foi a forma que conseguimos para podermos voltar”. Além disso, a diretora reforça que os estudantes façam o uso de máscara e levem garrafinhas com água.

A escola Érico Veríssimo está localizada no Bairro São Cristóvão, em Lajeado, há 45 anos, em um prédio com área de 20 mil metros².

Professores seguiram com aulas remotas durante o período (Foto: Gabriela Hautrive)

Entenda o caso

Diferente da maioria das escolas estaduais do Vale do Taquari, que no dia 13 de março receberam o restante dos alunos de cursos técnicos e ensino normal na retomada presencial das aulas, a Escola Estadual de Educação Básica Érico Veríssimo de Lajeado, que atua apenas com alunos do Ensino Médio em três turnos (manhã, tarde e noite) não conseguiu retornar com as aulas por conta da falta de funcionários na área de limpeza e produção da merenda escolar.

Na oportunidade, conforme a responsável pela 3ª CRE, Cássia Benini, os contratos para ter os profissionais na escola haviam sido autorizados a uma servente e uma merendeira, faltando apenas a publicação no Diário Oficial do Estado. Porém, a profissional para limpeza não aceitou ir para a escola, sendo contratada apenas uma pessoa para merenda.

O cronograma da volta às aulas na rede estadual iniciou no dia 3 de maio, começando pela Educação Infantil e pelos 1º e 2º anos do Ensino Fundamental. No Vale do Taquari, a rede estadual conta com 85 escolas. São mais de 19 mil alunos em 32 municípios na área da 3ª Coordenadoria Regional de Educação. No dia 12 voltaram alunos do 2º e 3º ano do Ensino Médio e no dia 13 os estudantes do Ensino Técnico e Curso Normal, totalizando assim a retomada em todos os níveis de ensino.

Texto: Gabriela Hautrive
reportagem@independente.com.br

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui