5º Festival de Música de Teutônia reuniu cerca de 300 instrumentistas, de 42 cidades do Sul do Brasil

Concerto com a Orquestra do Festival foi o grande momento do evento


0
Concerto da Orquestra do Festival, composta pelos cerca de 300 instrumentistas e sob a regência de Tita Sartor (Foto: Divulgação)

Nesta sexta-feira (22) terminou o 5º Festival de Música de Teutônia, que reuniu cerca de 300 instrumentistas, vindos de 42 cidades do Sul do Brasil, e 24 professores, no Colégio Teutônia.

A programação esteve voltada ao aperfeiçoamento da música por meio de cursos de diversos instrumentos e teve por objetivo propiciar o contato dos participantes com o trabalho técnico-musical de renomados profissionais da música, vindos de várias cidades do país; oportunizar a vivência da música por meio de cursos de cordas, sopro, canto, percussão e musicalização; e promover o intercâmbio e a troca de experiências entre os músicos participantes, além de contribuir para o crescimento cultural da comunidade.

Nos turnos da manhã e da tarde, os instrumentistas participaram de cursos de violino, violoncelo, flauta transversal, clarinete, saxofone alto, saxofone tenor, trompete, trompa, trombone, tuba, piano, guitarra, baixo elétrico, bateria, canto coral e arranjo. À noite, a programação artística, aberta à comunidade, contou com shows e apresentações no Auditório Central do Colégio Teutônia.

Como nas edições anteriores, o grande momento esteve reservado para a noite de sexta-feira, com o encerramento marcado pela apresentação dos estudantes do Curso de Canto Coral; apresentação da Big Band, sob regência de Daniel Wolf; e os concertos da Orquestra Acadêmica e da Orquestra do Festival, composta pelos cerca de 300 instrumentistas e sob a regência de Tita Sartor, maestro do Festival.

O Auditório Central do Colégio Tetônia esteve lotado. Para acolher instrumentistas, comunidade escolar e famílias, o educandário também preparou área externa anexa ao local das apresentações. Além disso, a noite especial de encerramento também foi transmitida ao vivo pelas redes sociais do Colégio Teutônia.

O próximo Festival ainda não possui data confirmada. Em julho de 2023, o Conjunto Instrumental do Colégio Teutônia realiza a sua 4ª Turnê Europa, passando por cidades da Inglaterra, República Tcheca e Alemanha.

O 5º Festival de Música de Teutônia foi uma realização do Colégio Teutônia, com apoio da Prefeitura de Teutônia, patrocínio master de Sicredi Ouro Branco, patrocínio ouro de Certel, American Nutrients e Languiru, e patrocínio prata de Grupo Popular e Protepac. A direção artística esteve a cargo de Pedrinho Figueiredo.

Toca o coração
O pastor sinodal do Sínodo Vale do Taquari, Gilciney Tetzner, deixou mensagem religiosa e valorizou o poder da música. “É uma genuína expressão de fé, pela música tocamos e somos tocados, de coração para coração.”

Histórico

Na semana do aniversário de 70 anos da mantenedora Fundação Agrícola Teutônia e do Colégio Teutônia, celebrados no dia 17 de julho, o presidente da Certel, Erineo Hennemann, falando em nome dos patrocinadores ouro e prata do Festival, classificou o evento como um momento histórico. “Teutônia viveu um grande momento, que fica para a história. A linguagem da música é universal, alegra a vida das pessoas. E mais do que noites com grandes espetáculos, tivemos atividades voltadas à formação de novos talentos e cidadãos.”

Prática cooperativa

O presidente da patrocinadora master Sicredi Ouro Branco, Neori Abel, qualificou o Festival como um grande exemplo de prática cooperativa. “Não existe nada parecido com o que vimos esta semana em Teutônia. É a essência do cooperativismo vivida na prática, com as famílias acolhendo os instrumentistas em suas casas, e muitos talentos tocando juntos. Não tenho dúvidas de que o Festival de Música de Teutônia transcende fronteiras.”

Gratidão

O prefeito de Teutônia, Celso Aloísio Forneck, e a vice-prefeita, Aline Röhrig Kohl, também fizeram uso da palavra e agradeceram pela parceria. “Teutônia está de parabéns pela acolhida, numa semana encantadora de vasta programação artístico-cultural. Somos a cidade que ‘canta e encanta’, mas também a cidade que ‘toca’ instrumentos e corações”, disse Aline.

“A cultura faz revoluções, com mudanças de hábitos. Obrigado Colégio Teutônia por nos proporcionar este grande evento. A quem nos visita, que levem boas lembranças de Teutônia”, acrescentou Forneck.

Orgulho

O diretor do Colégio Teutônia, Jonas Rückert, se disse honrado em receber a todos e orgulhoso com tudo que viu e ouviu em cinco dias de evento. “Obrigado a todos que abraçaram este projeto, um Festival construído a muitas mãos, com muito engajamento e entusiasmo, com muita generosidade das famílias hospedeiras. A ‘terra do cooperativismo’ deu show, mais uma vez, e palavras não dão a dimensão do que este evento representa”, concluiu. AI/EF

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui