Estreiam nos cinemas brasileiros nesta quinta-feira (18) os filmes:

Antes que Eu Vá de Ry Russo-Young – Com Zoey Deutch, Halston Sage
Corra! de Jordan Peele – Com Daniel Kaluuya, Allison Williams
Entrelinhas de Emilia Ferreira – Com Irina Björklund, Edoardo Ballerini
Estamos Vivos de Filipe Codeço – Com Maksin Oliveira, Patricia Niedermeier
Más Notícias Para o Sr. Mars de Dominik Moll – Com François Damiens, Vincent Macaigne
O Rastro de J. C. Feyer – Com Rafael Cardoso, Leandra Leal
Um Casamento de Mônica Simões
Um Homem de Família de Mark Williams (II) – Com Gerard Butler, Gretchen Mol
E Rei Arthur – A Lenda da Espada, de Guy Ritchie – Com Charlie Hunnam, Astrid Bergès-Frisbey, nossa resenha de hoje (18), que também estreia no cinema de Lajeado.

O novo Rei Artur chega ao cinemas já doido para retornar. A versão repaginada da clássica história da literatura inglesa comandada por Guy Ritchie de Sherlock Holmes, é uma clara tentativa de iniciar uma nova franquia nos cinemas. Um filme de origem, de super-herói, que toma emprestadas referências de vários sucessos recentes do cinema e da TV.


Ouça o quadro


Das inúmeras visões que dão conta da lenda, Ritchie, que também é autor do roteiro, escolheu a sua. Ou melhor, a do mercado.

Para Renato Hermsdorff, do site Adoro Cinema, esse aspecto é um dos pontos altos do filme. A Lenda da Espada bebe da fonte de sucessos recentes do cinema e da TV. Há alguns elementos, por exemplo, da popular série Game of Thrones. O fato aponta, por um lado, para uma escassez de criatividade; mas por outro, o filme é feito de maneira minimamente honesta e até com “autoralidade”.

No filme, Arthur (Charlie Hunnam) é um jovem das ruas que controla os becos de Londonium e desconhece sua predestinação até o momento em que entra em contato pela primeira vez com a Excalibur. Desafiado pela espada, ele precisa tomar difíceis decisões, enfrentar seus demônios e aprender a dominar o poder que possui para conseguir, enfim, unir seu povo e partir para a luta contra o tirano Vortigern, que destruiu sua família.

A assinatura de Guy Ritchie está presente, o que significa dizer: intercalar imagens aceleradas com outras em slow motion, investindo no humor com uma montagem ágil. Com efeitos de ponta, o resultado diverte. Se não traz nenhum desafio para o espectador, Rei Arthur – A Lenda da Espada tampouco ofende a inteligência da plateia.

Rei Arthur – A Lenda da Espada tem sessões no Cinema de Lajeado do às 14h, 16h30 e 19h. Nos dias 18, 22 e 23 não haverá a sessão das 14h.

Outra novidade em Lajeado é o filme O Rastro. Além dessas estreias seguem em cartaz, no cinema de Lajeado: Alien: Covenant, Guardiões da Galáxia Vol. 2, Velozes e Furiosos 8 e A Cabana. RG/UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui