A ‘barquinha’ que fazia a travessia no Rio Taquari faz parte da história de Cruzeiro do Sul

"Com a 'barquinha' pegamos muitas enchentes, vimos a beleza do rio e fizemos muitos amigos", diz João Martins


0
Foto: Roberto Petter

A travessia do Rio Taquari entre os municípios de Cruzeiro do Sul e Estrela iniciou em 1970. Os pioneiros foram os irmãos Jorge e Lauro Cíceri, que atravessavam os trabalhadores da Polar, Sabão Costa e outras empresas situadas em Estrela. No início a travessia era realizada em pequenos caíques a remo.

Em 1985, Lorival (In memoriam) e seu filho João Martins adquiriram uma pequena embarcação motorizada e iniciaram a travessia entre o Passo de Estrela, em Cruzeiro do Sul, e a escadaria do lado de Estrela.

Vídeo: Joel Alves

“No início transportávamos mais de 300 passageiros por dia. Era uma loucura!”, relembra Martins.

Um dos primeiros usuários deste transporte foi Darci Backes, o Chiquinho, que trabalhou por 12 anos na Polar e mais 24 anos na Prefeitura de Estrela. Foram mais de 30 anos usando a ‘barquinha’ para o trabalho, compras e lazer.

“Me emociono ao lembrar da ‘barquinha’. Passava o rio com ela em momentos ótimos, ruins, tristes e cheio de planos. Agora ficou somente a saudade”, relembra Backes.

João Martins (Foto: Joel Alves)

São muitas histórias durante os mais de 30 anos em que a travessia do Rio Taquari ficou a cargo da família Martins. Foram muitas enchentes, sufocos, risadas e amizades.

Uma das história em que João Martins se lembra foi quando o time do Penharol, do Morro 25, foi jogar contra o time da Chacrinha em Estrela, e nesta ocasião havia feito quatro viagens levando o time e torcida para o lado de Estrela. No final do jogo houve uma grande briga e os moradores de Cruzeiro do Sul e Lajeado vieram correndo para a escadaria de Estrela gritando e pedindo que a ‘barquinha’ chegasse logo.

“Lembro até hoje o pessoal correndo barranca a baixo e gritando desesperados para que eu buscasse eles logo”, fala sorrindo Martins.

Por falta de passageiros, em 2017 a ‘barquinha’ fez sua última viagem sob o comando de Roberto Petter, que ficou responsável pela travessia nos últimos quatro anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui