A busca pela felicidade, a imortalidade e o homem virar Deus: os anseios segundo “Homo Deus”

A felicidade é um produto da subjetividade, afirma o médico psiquiatra Rafael Moreno.

0
Foto: Tiago Silva

A eterna busca pela felicidade foi a pauta da entrevista com o médico psiquiatra Rafael Moreno nesta segunda-feira (2), no programa Dinâmica. Para ele, “a felicidade seria um produto da tua subjetividade, do que você considera como sentido da vida e o quão próximo você está disso”.


ouça a entrevista

 


Conforme o psiquiatra, colabora para a sensação de felicidade conviver em um ambiente com pessoas com os mesmos ideais e sentido de vida que você. “Não adianta só você estar buscando o seu sentido de vida, você tem que estar junto de pessoas que compartilham esse mesmo sentido”, destaca.

Moreno diz que a emoção é um estado do corpo que entra em conexão com o cérebro, gerando a sensação de alegria.

Ao comentar sobre o livro Homo “Deus: Uma Breve História do Amanhã”, do historiador israelense Yuval Harari, o psiquiatra diz que o ser humano tem três grandes anseios em sua vida: a busca eterna pela felicidade, a imortalidade (“a gente não quer morrer mais”, diz), e “o homem virar Deus”. “Hoje, com a tecnologia, a gente consegue ficar com aptidões sobrehumanas”, afirma Moreno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui