A ‘cápsula do tempo’ de 130 anos encontrada embaixo de monumento a general da Guerra Civil americana retirado após protestos

Dentro do objeto, havia jornais, livros e munições.


0
Dentro do objeto, havia jornais, livros e munições (Foto: Reuters/Via BBC)

Uma ‘cápsula do tempo’ de mais de 130 anos foi descoberta no Estado americano da Virgínia após a remoção de uma estátua de um militar alvo de protestos do movimento ‘Black Lives Matter’ (‘Vidas Negras Importam’, em tradução livre) em 2020.

A caixa continha memorabilia da Guerra de Secessão dos Estados Unidos (1861-1865), também conhecida como Guerra Civil Americana. O conflito opôs o norte ao sul do país em torno, principalmente, da questão da escravidão.

Dentro do objeto, havia jornais, livros e munições.

A caixa foi descoberta em Richmond, capital da Virgínia, durante os trabalhos de remoção da estátua do general confederado Robert E Lee (1807-1870).

Ela foi retirada em meio a protestos após o assassinato de George Floyd em Minneapolis no ano passado. Floyd, um homem negro de 46 anos, foi sufocado e morto por um policial branco após ser imobilizado.

Registros mantidos pela Biblioteca da Virgínia dizem que a cápsula foi enterrada em 1877 e que dezenas de moradores locais contribuíram com cerca de 60 objetos para a caixa.

Kate Ridgway, responsável pelo setor de preservação do Departamento de Recursos Históricos da Virgínia, disse que o conteúdo e o design da caixa parecem corresponder aos registros históricos.

Ela acrescentou que, apesar de úmidos, os itens estavam em melhores condições do que o esperado.

“Pensamos que tudo seria sopa e não é, então isso é ótimo”, disse Ridway a repórteres.

A cápsula continha uma série de artefatos da era da guerra civil, incluindo uma bandeira da Confederação que supostamente foi feita da árvore que cresceu sobre o túmulo original do famoso separatista General Stonewall Jackson (1824-1865), as bolas Miniè — um tipo de bala usado na Guerra Civil — e um mapa da cidade de Richmond.

Alguns registros históricos levaram a especulações de que a cápsula poderia conter uma foto rara do falecido presidente Abraham Lincoln (1809-1865).

De fato, os conservadores encontraram uma imagem impressa de uma edição de 1865 do jornal Harper’s Weekly que, segundo Ridgway, parecia mostrar uma figura sofrendo diante do túmulo de Lincoln.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui