A cidade do Canadá destruída em horas por fogo após registrar 49,6ºC

País está se aquecendo em um ritmo duas vezes mais rápido do que o resto do mundo, segundo o governo


0
A cidade do Canadá destruída em horas por fogo após registrar 49,6ºC (Foto: Reprodução/BBC)

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, declarou durante a COP 26, a conferência climática das Nações Unidas, que o país está se aquecendo em um ritmo duas vezes mais rápido do que o resto do mundo.

Esse aumento de temperaturas foi duramente sentido na cidade de Lytton, no sul do país.

Em junho de 2021, os termômetros locais atingiram 49,6ºC, a maior temperatura já registrada em um lugar tão ao norte do planeta.

Um dia depois de atingir essa marca, o pequeno município foi engolido por chamas.

“Meu senso de pertencimento a um lugar desapareceu numa nuvem de fumaça em 30 de junho”, diz Patrick Michell, líder da comunidade indígena Kanaka Bar, que vive no local.

Após perder sua casa no incêndio, ele teve que se mudar para um motor home com a esposa. A filha dele, Serena, estava grávida de oito meses no dia do incêndio e teve que fugir levando apenas algumas roupas.

Os desabrigados de Lytton agora buscam respostas e responsáveis pelo incidente.

Existe a suspeita de que uma faísca vinda da estrada de ferro local tenha dado origem às chamas, mas uma investigação não encontrou ligação entre a linha de trem e o incêndio.

Neste vídeo da série “Vida a 50ºC”, a BBC foi até a cidade canadense destruída pelo fogo, onde alguns moradores planejam construir novas casas de forma mais sustentável.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui