A doença rara que obriga Rafael Nadal a jogar com pé anestesiado

"É óbvio que, nas circunstâncias em que estou, não posso continuar jogando."


0

Esta foi uma das declarações poderosas de Rafael Nadal após ser coroado campeão de Roland Garros no domingo, um torneio no qual ele conseguiu triunfar apesar de ter jogado com um pé completamente anestesiado. O tenista espanhol de 36 anos recebeu várias injeções durante a competição, na qual conquistou seu 22º título de Grand Slam. No entanto, ele disse que não quer continuar jogando se continuar precisando de anestesia para anular a dor que sente de um problema crônico no pé esquerdo.

O 14 vezes campeão de Roland Garros sofre de uma condição conhecida como Síndrome de Mueller-Weiss. Esta é uma condição degenerativa rara que afeta um dos ossos do pé, e isso explica por que ele foi visto mancando no Masters de Roma (anteriormente conhecido como Aberto da Itália) 10 dias antes de Roland Garros começar. A síndrome afeta o osso navicular (também chamado de escafoide tarsal do pé), um osso pequeno que faz parte do tarso e tem 6 faces. Fonte: G1


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui