“A gente tem que saber associar ansiedade com a seriedade do momento”, diz Edenilson

Em entrevista, o meio-campista analisou a reta final de Brasileirão.


0
Foto: Ricardo Duarte / Internacional

Durante coletiva nas plataformas digitais do Internacional, o capitão na última partida disputada pelo clube, o meio-campista Edenilson analisou a reta final de Brasileirão e reforçou a importância dos jogos que aguardam o time de Abel Braga.

“A gente tem que saber associar ansiedade com a seriedade do momento. Não ganhamos nada. São jogos difíceis, jogos em que a gente vai ter que estar atento. Precisamos estar preparados para uma verdadeira guerra.”

Edenilson

Decisivo nas vitórias coloradas sobre Grêmio e Bragantino, SuperEd, como é carinhosamente chamado pela torcida, já soma cinco gols e cinco assistências no Brasileirão 2020. Referência técnica, o atleta, um dos líderes do elenco, sabe que, nos próximos jogos, a tranquilidade será fundamental para que o Clube do Povo dê continuidade à boa sequência que vive.

“A gente se pega, às vezes, fazendo contas, mas de nada adianta se não fizermos nossa parte. Temos que lutar e batalhar por cada bola para conquistar os três pontos. É isso que o professor Abel vem passando para a gente. Também procuramos, entre nós, em conversas, passar tranquilidade um para o outro, serenidade para trabalhar e buscar o objetivo.”

Gaúcho de Porto Alegre, Edenilson sabe o tamanho da responsabilidade que acompanha quem veste o manto colorado. Em tempos marcados pela ausência de público nos estádios, o camisa oito também destacou a dedicação de todo o grupo para representar o povo vermelho da melhor maneira possível.

“Numa hora dessas, a torcida faria uma grande diferença. Mas, ao mesmo tempo, sabemos que lá dentro estamos representando eles, assim como toda a instituição. É um clube que não conquista o Brasileiro há mais de 40 anos, então a gente sabe da nossa responsabilidade, mas sabe, também, que é jogo a jogo, e não tem jogo fácil. Vamos fazer o nosso melhor para buscar os três pontos.”

Assista a entrevista

Fonte: Internacional

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui