“A impressão que dá é que na região das cooperativas o vento é mais fraco”, critica presidente do Codevat

Luciano Moresco compara atendimento e resolução de problemas entre as cooperativas de eletrificação e a concessionária RGE 


0
Foto: Ilustrativa / Divulgação

Entender os problemas e cobrar soluções é o compromisso do Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquari (Codevat) para solucionar os gargalos de abastecimento de energia elétrica que a região enfrenta quando há eventos climáticos como temporais. A afirmação é do presidente, Luciano Moresco, em entrevista ao Redação no Ar desta segunda-feira (14).


ouça a entrevista

 


 

Moresco reconhece que os problemas são antigos e anteriores à concessionária RGE; eles vêm desde a AES Sul. Aconteceram investimentos, mas ainda são insuficientes diante de situações climáticas como temporais.

Luciano Moresco (Foto: Divulgação)

Dessa forma, o Codevat instiga os municípios da região que cataloguem os principais gargalos de abastecimento de energia e procurem discutir com a RGE soluções.

“Não dá para imaginar que o temporal que deu aqui na região da RGE não se dá na região que tenha cobertura das cooperativas de eletrificação”, compara Moresco, sobre as diferenças de atendimento e resolução de problemas.

“A impressão que dá é que lá na região das cooperativas o vento é mais fraco, que o problema é menor, por que lá as soluções se dão de forma muito mais rápida. Temos que equacionar isso”, afirma o presidente do Codevat.

Texto: Tiago Silva
web@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui