A ‘interminável’ obra da Avenida Rio Branco em Estrela

Obra da Corsan gera transtornos aos usuários da principal via de da cidade, e empresa se manifesta.


0
Foto: Nossa Dica / Divulgação

Vem chamando a atenção dos usuários da principal avenida de Estrela nos últimos três meses, as obras que ocorrem na via, não apenas pelas melhorias que ela pode gerar, mas pela demora e pelo transtorno no trânsito, que de tempos em tempos vem sendo causados na Rio Branco. Em função da obra, interrupções de pistas que recorrentemente são necessárias, principalmente entre o entroncamento com a avenida dos Estados e Amazonas, causam lentidão. Mesmo quando não há maquinário no local, as condições do asfalto e a falta de recapagem no local é que causam transtorno, e danos aos veículos, até novo bloqueio para retomada de obras. 

Um taxista do município, que preferiu não se identificar com o nome, cita que tem transtornos em função dos desvios que necessita realizar nos bloqueios e pelo cuidado a mais que necessita ter para desviar de buracos. “Para mim, que trabalho com táxi, cada minuto é dinheiro, cada rua que preciso desviar gera uma reclamação de um cliente, portanto acho importante as obras serem realizadas, mas a demora realmente está grande”, opina.

Os trabalhos vistos na avenida liga o trevo de entrada e o centro da cidade tratam-se da troca de uma rede antiga da Corsan por outra mais moderna. A intenção é realizar esta ação antes do recapeamento asfáltico programado pela prefeitura.

O gerente da agência de Estrela da estatal, Alexandre Scheid, afirma que a empresa já havia avisado da necessidade de troca da rede assim que o asfalto fosse recapeado. Segundo ele, a partir do momento em que a prefeitura comunicou que o recapeamento iria acontecer nessa época do ano, as presas a obra de troca da já antiga rede foi iniciada, para não ter que ‘abrir’ o asfalto novo futuramente. Assim que concluída, a empresa que realiza a pavimentação fez teste de consistência, necessário em função dessa nova rede para que problemas na pista não ocorram posteriormente, porém houve reprovação neste teste, e a obra teve que reiniciar no saneamento. 

Nesta segunda-feira (10), após nova conclusão, o teste de compactação está sendo refeito e se espera a avaliação da empresa de pavimentação para ver se a parte de recapeamento asfáltico pode ser finalmente concluída. “A obra de fato está demorando demais, é uma demanda que já avisamos a tempo que seria necessária assim que obras de recapeamento ocorressem, mas como estamos em número defasado de funcionários e soubemos em cima da hora que seria realizado a obra de asfalto na avenida, tivemos que às pressas realizar a abertura e troca de rede, a cada reprovação é necessário abrir novamente antes que se pavimente”, explica o gerente da Corsan. 

O Engenheiro da Prefeitura de Estrela, Roger Werle que as obras provém de financiamento do Badesul, que prevê a pavimentação e recapeamento de dezenas de vias em Estrela. Porém o projeto nesse caso exige data de início e fim das obras, que precisa ser cumprido pelo município. “Entramos em acordo com a Corsan, e por termos prazo de concluir as ruas, deixamos a Rio Branco por último justamente para que desse tempo de realizar as obras da rede, mas como ocorreram vários imprevistos e o teste de compactação mostrou problemas, teve que ser refeito o trabalho pela Corsan e atrasando a obra, mas melhor ainda do que um problema maior na rede acontecer daqui a alguns meses” afirma. 

Na manha de segunda-feira (10), apenas uma das pistas no sentido Boa União – Centro, esteve interrompida durante o dia. na semana anterior, em horário comercial, a via estava bloqueada nas duas pistas que levam ao centro, sendo necessário utilizar a pista contrária para tal trajeto. No sentido contrário, o desvio era feito na semana passada, pelo bairro dos Estados.

Texto: Júlio César Lenhard

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui