A Órion Filmes se reinventou ao longo dos anos para se adequar às necessidades do mercado

Em uma bate-papo entre irmãos, o apresentador Ricardo Brunetto conversa com Lucas Brunetto, o empreendedor por trás da Órion Filmes. Confira ainda os quadros "Postura Profissional" e "Ferramentas de Gestão"


0
Irmãos Lucas e Ricardo Brunetto (Foto: Rodrigo Gallas)

O programa Arte de Empreender deste sábado (8), com apresentação de Ricardo Brunetto, recebeu Lucas Brunetto, sócio-proprietário da empresa Órion Filmes. Os sobrenomes iguais, do apresentador e entrevistado, não é uma coincidência, os dois são irmãos. O bate-papo foi norteado pela história empreendedora de Lucas: da faculdade de Produção em Mídia Audiovisual na instituição de ensino UNISC, com um intercâmbio em Portugal, até a constituição da Órion Filmes, que realiza produções audiovisuais para eventos e empresas.

Assista à entrevista clicando neste link

Anteriormente, a empresa, com atuação desde meados de 2012, tinha o nome de Lucas Filmes. Na época, era especializada em eventos, como festas de casamento, de 15 anos, formaturas, aniversários, etc. Atualmente, intitulada de Órion Filmes, a produtora audiovisual se especializou na realização de vídeos corporativos, mas ainda atua em  eventos. “A demanda do mercado foi levando para fazer vídeos corporativos em 2015”, lembra.

“A mudança do nome foi realizada, porque não há como fazer áudio visual sozinho”, explica Lucas. Em 2016, foram seis eventos regionais. Todos os outros foram realizados fora da região do Vale do Taquari. Neste ano, vão para Bahia gravar com um casal, diz ao contar que a empresa não tem fronteiras para a realização dos trabalhos.

Além de trabalhar com produções de vídeos, com captação de imagens para posterior edição, a empresa de Lucas também atua na área de transmissões ao vivo de streaming de vídeos. A área teve “grande” ascensão devido à pandemia de coronavírus. Um dos exemplos de streamings produzidos pela Órion Filmes é a live do prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo, tradicional programa informativo realizado aos domingos para informar a população sobre a Covid-19. Inclusive, Lucas revelou durante a conversa que iniciou este trabalho de forma voluntária para auxiliar na divulgação das informações à população.

 

A origem do nome

“A origem desse nome tem duas vertentes. Uma delas vem da origem grega, associada a um dos melhores caçadores da mitologia, Orion. O sentido da caça tem forte apelo no desenvolvimento do nome, pois remete a toda questão de habilidade, astúcia e conhecimento que o caçador tem que ter para capturar seu alvo. Nesse sentido, o nome faz uma analogia direta com a caça. A Órion Filmes é uma empresa caçadora de histórias, onde o maior instrumento são as lentes da câmera, disposta à “capturar” os melhores momentos.”

“A segunda vertente refere-se a constelação, responsável por toda a composição das cores da Identidade Visual da nova marca. Ao mesmo tempo que traz a sensação de algo misterioso, remete a algo responsável e qualificado. A ideia da paleta de cores é justamente gerar um equilíbrio (que vem por parte da tonalidade verde), entre confiar numa empresa que passa a segurança (vem da cor azul) necessária para isso, mas ao mesmo tempo gera a sensação de mistério (vem da cor roxa), criando a expectativa no cliente.”

Confira as belas imagens da Órion Filmes no Instagram: @orionfilmesoficial

Acesse o site da empresa: orionfilmes.com.br

Texto: Rodrigo Gallas
web@independente.com.br


Sobre nossos julgamentos precipitados

com Tamara Bischoff

Durante algum tempo, fiz parte de um grupo que trabalhava questões relacionadas às pessoas com deficiência no ambiente de trabalho. O objetivo era abordar o tema buscando conscientizar os trabalhadores de que todos somos muito diferentes e ao mesmo tempo muito parecidos, e isso não se restringe apenas à forma como nos locomovemos e nos comunicamos, mas também à maneira que pensamos e entendemos o mundo.

Tamara Bischoff, jornalista e psicóloga

Naquele tempo, com muito estudo, conversas e reflexões, aprendi algo a respeito do qual eu nunca havia parado para pensar: da nossa tendência de sentir pena de quem tem alguma deficiência física ou mental, como se aquela pessoa, necessariamente, fosse menos feliz. É fácil verificar isso em comentários do tipo “pôxa, eu aqui reclamando da vida e o fulano ali sem uma perna, pobrezinho”. Como se o fato de lhe faltar um membro o colocasse, necessariamente, numa condição inferior.


OUÇA O QUADRO “POSTURA PROFISSIONAL”


 

O que quero dizer é que não menosprezo as dificuldades pelas quais passam as pessoas com deficiência em nosso país, mas não é da nossa piedade que necessitam, e portanto, reduzi-las a uma característica apenas, a um desvio daquilo que é considerado normal, é extremamente empobrecedor. Meu convite é para ampliarmos o pensamento.

Antes de ficar com pena do outro porque um membro do seu corpo não funciona bem ou porque ele tem uma alteração nos cromossomos, convém refletirmos mais, buscar entender as origens desse tipo de julgamento tão disseminado em nossa sociedade e, questioná-lo. Até porque, nada nos garante uma estabilidade plena. Na estrada da vida, ninguém está totalmente seguro, e saber lidar com os desvios de rota que se impõem pelo caminho é uma característica valiosa.


Duas tendências são especialmente fortes nesse Dia das Mães de 2021: o comércio online e a concorrência acirrada

com Soraia Gerhardt

Hoje a dica vale ouro!! Pois é, amanhã será um domingo muito especial! Dia das Mães!
Corre, ainda dá tempo! É a oportunidade de conquistar novos clientes. Essa é a janela de oportunidade que se abre agora e permanece para o Dia das Mães e outras datas especiais, dia das mães é a segunda data mais importante do calendário varejista. À frente dela, apenas o Natal movimenta mais as vendas, especialmente de presentes.

Duas tendências são especialmente fortes nesse Dia das Mães de 2021: o comércio online e a concorrência acirrada. Assim, se destaca – e vende mais – quem tiver o melhor domínio no manejo de ferramentas digitais e conhecimento de estratégias de venda. Além, é claro, de bons produtos e ideias de presente.


OUÇA O QUADRO “FERRAMENTAS DE GESTÃO”


 

Importante: Anuncie e venda seu produto pela internet!

Soraia Gerhardt analista de Relacionamento do Sebrae Lajeado

Anunciar e vender são dois lados da mesma moeda, mas não são exatamente a mesma atuação. Vamos falar a seguir de ambas as coisas: anunciar seu produto ou serviço nas redes sociais é uma estratégia, vender pelos meios digitais – site, whatsapp, facebook, instagram – é outra. A internet também pode ser uma ferramenta preciosa em dois outros momentos da venda: atendimento e pós-venda/fidelização.

Anuncie – As mídias sociais são fontes valiosas para difundir seu produto ou serviço. São diversas as ferramentas e os modos de utilizá-las. Se ainda não domina o marketing digital, esse é sem dúvida o primeiro passo.

Venda – Um site com boa usabilidade é essencial, bem como lojas que funcionem de verdade, nas principais mídias sociais. Também, oferecer diversos meios de pagamento e boas formas de interação. Enfim, o comerciante até podia se dar ao luxo de ser analógico, antigamente, mas quem quiser crescer agora e manter no pós pandemia precisará entrar na era digital rapidamente e, mais ainda, de forma eficiente. Experiência do usuário e do cliente são conceitos inovadores mas que todo mundo, mesmo os comerciantes mais tradicionais, podem e devem dominar.  Entender mais sobre o assunto é mais simples do que parece.

Dica: É muito importante aparecer nas mídias sociais ao lado de uma cliente satisfeita. Incentive através de promoções que as mamães presenteadas postem fotos e marquem o seu nome ou o nome da empresa nas postagens, contando ao mundo o que ganharam – e como ficaram satisfeitas.

Precisa de ajuda para melhorar o marketing digital da sua empresa? Entre em contato com o Sebrae.

Hoje o abraço será dedicado com muito amor, carinho e gratidão para todas as mamães!

Feliz dia das Mães!

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui