A potência da música em nossas vidas

No quadro "Arte Pra Não Artista", a lajeadense Gabriela Munhoz lembra que a música atua como aliada para combater a solidão, a tristeza e o tédio.


0
Foto: Tiago Silva

A potência da música nas nossas vidas foi tema da segunda edição do quadro “Arte Pra Não Artista”, com a atriz e gestora de projetos Gabriela Munhoz. “A música age e atua na vida da gente de formas muitos diversas”, observa a lajeadense.

Ela cita uma pesquisa de uma plataforma de streaming com mais de 11 mil pessoas, em diversos países, que apontou a música como aliada para combater a solidão, a tristeza e o tédio. Com base nisso, a artista afirma que “a música atua positivamente, mas as possibilidades são diversas”.


ouça o quadro “arte pra não artista”

 


 

Gabriela explica que a origem da música vem antes mesmo de existir de existir a palavra e os instrumentos. Ela lembra que o ser humano já trabalhava sons e a musicalidade através do corpo. A música anima e dá disposição para atividades físicas e relaxa antes de dormir, lembra a gestora de projetos nas áreas de arte e entretenimento.

Gabriela conversou com o guitarrista Prata, da banda Maskavo, conhecida pela música “Um Anjo do Céu”. “Quem não precisa de uma música para embalar o seu dia, esteja você calmo, tranquilo, agitado, triste ou feliz?”, indaga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui