A vocação, formação e os desafios da vida religiosa no Dia do Padre

Padre Neimar Schuster, pároco da Paróquia Santo Antônio em Estrela, fala sobre a missão.


0

No Dia do Padre, comemorado nesta terça-feira, o programa Panorama bateu-papo com o padre Neimar Schuster, pároco da Paróquia Santo Antônio em Estrela. Ele falou sobre a vocação da batina, a procura pela formação e os desafios da vida religiosa em meio à pandemia de coronavírus.

Padre Neimar Schuster

O padre é um dos membros do clero da Igreja Católica, um sacerdote consagrado por um bispo cuja missão é evangelizar, celebrar a Eucaristia (missa), ouvir confissões, ministrar o batismo, o sacramento da cura, abençoar os fiéis, entre outras atividades religiosas.

Conforme explica Schuster, a formação de padre se dá em internato, nos seminários. Ele ressalta que a formação ocorre em termo integral, para que não sejam trabalhadas apenas as questões técnicas do sacerdócio, e sim se tornar um “pastor de um povo de Deus em todas as dimensões da vida”. São 12 anos até a ordenação.


ouça a entrevista

 


 

Origem do Dia do Padre

O Dia do Padre é celebrado oficialmente em 4 de agosto, data da festa de São João Maria Vianney, comemorada desde 1929, quando o Papa Pio XI o proclamou padroeiro dos padres e das demais pessoas que servem aos ensinamentos de Deus.

João Maria Vianney nasceu na França, em 1786, e foi considerado um dos mais notáveis conselheiros do mundo católico em sua época. O Papa Pio XI o canonizou em 1925.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui