Ação em cassino nas Filipinas deixa mais de 30 mortos

Homem armado invadiu o resort em Manila, fez disparos e colocou fogo em cassino que funcionava no local. Estado Islâmico reivindicou a ação, mas o governo descarta ligação com o terrorismo.


0
Fumaça é vista saindo do complexo Resorts World em Manila, nas Filipinas. A emissora CNN informa que tiros foram ouvidos perto do local. e acordo com relatos de funcionários do complexo ouvidos pela emissora, um homem mascarado abriu fogo contra os hóspedes no segundo andar de um dos hóteis do Resorts World. Há também relatos de explosões dentro do Resort (Foto: Erik De Castro/Reuters)

O ataque no complexo Resorts World Manila, capital das Filipinas, deixou dezenas de mortos na madrugada desta sexta-feira (2). A rede britânica BBC, a Reuters e a France Presse (AFP) informaram que ao menos 36 pessoas morreram intoxicadas após um homem incendiar mesas no complexo.

O Estado Islâmico reivindicou responsabilidade pela ação, segundo a agência de notícias do grupo, Amaq, após autoridades filipinas afirmarem não haver qualquer evidência de envolvimento de militantes.

O homem armado invadiu o centro de entretenimento Resorts World Manila nesta sexta-feira (horário local), provocando as mortes, todas por sufocamento. As utoridades dizem ter sido uma tentativa fracassada de assalto.

“Combatentes do Estado Islâmico realizaram o ataque de Manila nas Filipinas”, disse a agência de notícias do grupo jihadista.

O suspeito, que parecia atuar sozinho, armado com uma carabina M4, chegou até a área onde funcionava o cassino, no 2º andar, atirou com um rifle contra um monitor de televisão, espalhou gasolina em uma mesa de apostas e ateou fogo.

O homem atirou novamente em direção ao local onde as fichas de jogo eram guardadas e colocou várias fichas numa mochila. De acordo com a polícia, o criminoso teria levado o equivalente a 113 milhões de pesos filipinos (2,3 milhões de dólares).

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui