Acil cobra do prefeito projeto de construção de ponte e anel viário contornando Lajeado e Estrela

Lideranças pedem a Marcelo Caumo a iniciativa na mobilização política regional para o encaminhamento urgente do projeto de construção de nova ponte


0
Foto: Divulgação

Uma antiga reivindicação regional foi protocolada com urgência nesta segunda-feira (15) pelo presidente da Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil), Cristian Rota Bergesch, na Prefeitura de Lajeado. Acompanhado do vice-presidente de Relações Institucionais, Oreno Ardêmio Heineck, e do ex-presidente da entidade e empresário da área de logística Valmor Scapini, Bergesch entregou ao prefeito Marcelo Caumo ofício cobrando urgência no projeto de construção de nova ponte e anel viário contornando Lajeado e Estrela. A vice-prefeita Glaucia Schumacher também participou do encontro.

As lideranças pedem a Caumo a iniciativa na mobilização política regional para o encaminhamento urgente do projeto de construção de nova ponte que integre anel rodoviário contornando as áreas urbanas dos dois municípios. O projeto visa desafogar o tráfego intenso da BR 386, alterando o seu atual traçado. O documento frisa que o trágico acidente ocorrido no sábado (13) evidencia a vulnerabilidade estratégica da logística regional, que tem somente uma ponte ligando os municípios vizinhos na BR 386.

Prejuízos brutais

“É urgente o planejamento de nova ponte que integre anel rodoviário contornando as nossas cidades. Precisamos pensar num futuro de médio prazo, de no mínimo 20 anos, e projetar essa importante obra viária que visa tirar o tráfego intenso, pesado e naturalmente perigoso de nossa grande área urbana”, comenta Bergesch.

O presidente da Acil destaca que “os prejuízos brutais provocados por mais esse fechamento da BR, em nossa combalida economia, poderiam ter sido amenizados se, há mais tempo, houvéssemos, como região, pensado e dado a esta questão a prioridade que merece!”

Articulação

Caumo foi sensível a todos os argumentos e compartilhou as informações atualizadas que estava recebendo da concessionária CCR sobre a avaliação da estrutura das pontes e prazos para recuperação e liberação de parte da via ao trânsito. Mostrou-se igualmente pronto a articular com as demais lideranças da região para o desenvolvimento do projeto que englobe a melhor forma de construção das soluções que o caso requer. AI/GH

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui