Adjunto assume a titularidade da Secretaria de Planejamento e Mobilidade Urbana de Teutônia

Até então, a pasta era gerida pelo próprio prefeito Celso Forneck. Em entrevista ao Panorama, Pablo Crestani, o Pupu, adianta seus planos


0
Pablo Crestani, o Pupu, novo secretário em Teutônia (Foto: Tiago Silva)

O secretário adjunto de Planejamento e Mobilidade Urbana, Pablo Crestani, o Pupu, assumiu a titularidade da pasta, até então exercida pelo prefeito Celso Forneck. Em entrevista ao Panorama desta terça-feira (4), Pupu disse que já estava à frente do trabalho técnico e burocrático da secretaria, e o convite para ser titular chegou no fim de 2021.

A secretaria tem 22 servidores e é responsável pela fiscalização e alvarás de obras. Ela tem ainda a incumbência de cuidar do trânsito, a elaboração de projetos, e sob sua guarda está a Defesa Civil de Teutônia. “É a parte mais burocrática mesmo do município”, aponta o novo secretário.

“Teremos muito trabalho pela frente”, diz ele, ao falar sobre projetos para 2022, entre eles, investimentos em escolas, creches e postos de saúde. Conforme ele, o município foi contemplado com um investimento de R$ 1,2 milhão do Pavimenta RS, e fará uma contrapartida de R$ 600 mil para obras nos arredores da Lagoa da Harmonia, em uma ligação até Colinas com 500 metros de via.

Um levantamento da prefeitura aponta que há 58 km de pavimentação necessários na área urbana, e 19km na área rural. Pupu adianta que novos loteamentos já precisam contemplar pavimentação no seu lançamento.

Em outra frente, a prefeitura dará um foco especial à pavimentação comunitária. “Trabalharemos muito forte, hoje é a maneira mais fácil e prática para pavimentar”, afirma o secretário. O titular do Planejamento e Mobilidade Urbana diz ainda que Teutônia terá um saldo do Avançar Cidades, e o utilizará para pavimentar novas ruas.

Conforme Pupu, a administração não pretende instituir estacionamento rotativo pago em locais de maior movimento de veículos no centro da cidade, como feito por um período no passado. Porém, deve lançar uma campanha de conscientização para que os motoristas respeitem o tempo de parada nas vagas de estacionamento.

Recolhimento de lixo

Para o secretário, o recolhimento de lixo é um problema sério no município. Pablo Crestani afirma que houve um absurdo crescimento da geração de lixo. Em média, são geradas 18 toneladas de lixo por dia. Pupu reputa como “muito alto”. Esse material é levado para fora, e a prefeitura tem um custo de recolhimento e trasbordo de R$ 2,1 milhões por ano.

Segundo ele, Teutônia tem um passivo do aterro que precisa resolver até metade do ano. Nessa área, os técnicos da administração estudam também uma campanha para incentivar a separação correta e a reciclagem, bem como o trabalho junto com cooperativas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui