Adolescente nos EUA morre após explosão de granada comprada em loja de antiguidades

Autoridades buscam outros artefatos com potencial explosivo e seus possíveis compradores. Nem a loja e nem responsáveis pela vítima sabiam do perigo quando transação foi realizada; explosão aconteceu em Abingdon, Virgínia, dois dias antes do Natal.


0
Segundo autoridade, vendedor descreveu artefato como 'granadas MK2', semelhante a da foto (Foto: Jean-Louis Dubois)

Uma granada de mão que matou um adolescente de 12 anos no estado da Virginia, nos EUA, pode ter sido comprada em um shopping de antiguidades na Carolina do Norte, segundo autoridades. Ela teria sido um dos muitos explosivos vendidos sem que a loja soubesse do perigo.

A explosão mortal aconteceu em Abingdon, Virgínia, dois dias antes do Natal, informaram meios de comunicação.

O Bureau Federal de Álcool, Tabaco, Armas de Fogo e Explosivos (ATF, na sigla em inglês) não divulgou a identidade do adolescente, mas disse em um comunicado na quinta-feira (7) que a granada que matou a vítima pode ter sido comprada no Fancy Flea Antique Mall, em Shallotte.

“No momento da venda, nem o vendedor nem o (s) comprador (es) acreditavam que as granadas funcionassem ou fossem perigosas”, disse a agência. Eles descreveram os explosivos como “granadas MK2” inertes que têm “um estilo usado durante a Segunda Guerra Mundial”.

A agência havia dito em dezembro que estava procurando por uma granada que foi comercializada por aquele vendedor em junho e poderia estar pronta para explodir. As autoridades não sabem quantas granadas foram vendidas ou quem as comprou, já que transações em dinheiro são comuns na loja.

O ATF quer a ajuda do público para localizar as demais granadas e qualquer pessoa que as tenha comprado.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui