Adolescente vai à delegacia denunciar estupro coletivo na Índia e é estuprada por policial

Menina de 13 anos procurou polícia justamente para denunciar que havia sido vítima da violência sexual cometida por vários homens. Oficial foi detido nesta quinta-feira (5), e outros 29 funcionários da delegacia, suspensos


0
Universitárias protestam em Nova Deli contra caso de jovem que foi estuprada na cidade, em janeiro de 2022 (Foto: Associated Press)

Uma menina de apenas 13 anos de uma comunidade marginalizada na Índia tomou coragem e foi à delegacia de sua cidade denunciar ter sido vítima de estupro coletivo. No entanto, o policial para quem ela fazia a denúncia, no lugar de registrar o ocorrido, também estuprou a adolescente, afirmaram autoridades locais.

O policial foi preso nesta quinta-feira (5). O caso aconteceu no Estado de Uttar Pradesh, no norte do país, onde fica o Taj Mahal, o mausoléu que é Patrimônio Mundial da Unesco. E jogou luz aos casos frequentes de estupro a mulheres de uma minoria marginalizada à qual a adolescente pertence.

Segundo autoridades de Uttar Pradesh, a tia da menina também foi detida por suspeita de estar envolvida no crime. Outros 29 funcionários da delegacia foram suspensos de suas atividades acusados de conivência.

A adolescente pertence à comunidade Dalit, ainda marginalizada e alvo de estupro por parte de membros das castas superiores, geralmente alvo da indiferença policial.

Também esta semana, outra adolescente em Uttar Pradesh foi arrancada do carro onde estava com a tia e estuprada por quatro jovens, segundo o jornal “Times of India”. Os criminosos, de acordo com a mídia local, filmaram o estupro, e as imagens viralizaram nas redes sociais.

Segundo a imprensa local, o pai da menina afirmou que ela foi estuprada durante vários dias por quatro homens no mês passado. Os criminosos, de acordo com a mídia, sequestraram a menina.

A Organização Não Governamental Childline, que atende vítimas de crimes como o estupro, denunciou que a adolescente também foi estuprada pelo policial ao tentar denunciar o caso.

Indignação

O caso gerou revolta ao redor do país. Manifestações para chamar atenção para casos de estupro a adolescentes têm sido cada vez mais comuns na Índia.

Em janeiro, centenas de estudantes universitárias protestaram em Nova Deli depois que uma menina de 20 anos foi sequestrada, estuprada e espancada por uma suposta vingança de uma gangue local.

Nas redes sociais, vários políticos e personalidades se manifestaram.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui