Afastamento de profissionais da saúde com sintomas gripais preocupa diretor Hospital Bruno Born 

Principal hospital da região registrou um aumento de 450% dos atendimentos de pessoas com sintomas 


4
Diretor executivo do HBB, Cristiano Dickel (Foto: Jonas de Siqueira)

Desde a última segunda-feira (6), o Hospital Bruno Born (HBB), de Lajeado, está constatando aumento de pacientes buscando atendimento com sintomas de síndrome gripal. Em entrevista ao programa Redação no Ar desta quinta-feira (6), o diretor executivo do HBB, Cristiano Dickel, apontou um fato que vem chamando atenção com a H3N2 e coronavírus circulando ao mesmo tempo: o número de afastamento dos profissionais de saúde.

Segundo o diretor executivo do HBB, somente nesta semana, 19 dos profissionais de saúde foram afastados. Segundo ele, todos apresentam sintomas leves. Como exemplo, Dickel cita a situação do Rio de Janeiro, onde um a cada cinco profissionais estão afastados. “Acredito que não vai ter tanta pressão sobre o sistema em termos de leitos, mas a gente tem que estar muito atento em relação a equipe”, nota.

Conforme o diretor executivo do HBB, Cristiano Dickel, houve um aumento de  450% nos atendimentos de pessoas com sintomas de doença respiratória. Apesar da alta procura, estes números não se refletem nas internações.

No que diz respeito à disponibilidade de leitos hospitalares, o diretor frisa que a casa hospitalar está preparada. Segundo ele, foram disponibilizados mais 12 leitos de UTI covid. “Vamos utilizar conforme a necessidade. Chegamos a ter 132 pacientes internados”, lembra. Dos 25 leitos disponíveis do Hospital Bruno Born, de Lajeado, 9 estão ocupados, 5 com pacientes suspeitos e 4 casos confirmados.

4 Comentários

  1. Calma isso não e nada, recém o pessoal foi na praia no feriado de final de ano..
    Espera que o carnaval está logo aí, daí sim a coisa vai ficar feia…
    Cancelar o carnaval e a única solução.. cn vai voltar o que foi em 2020 e 2021

  2. Calma o carnaval já está chegando, aí sim a coisa vai ficar sério, se as autoridades não tomarem atitude a respeito, vai acontecer igual a 2020 e 2021

  3. Coitados dos colegas que estão trabalhando dobrado e recebendo salário miserável…acho que estes que trabalham dobrado teriam que receber salário do rádio tbm, ou pagar apenas aos afastados, o dinheiro relativo aos dias de afastamento, os outros 50% do salário desses afastados que pague uma bonificação pra quem tá carregando o Hospital nas costas, mais que justo não acham?

  4. Pega 50% do salário de cada afastado e bonifique o colega que tá trabalhando em dobro , mais que justo né?

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui