Aglomerações em bares e locais públicos chamam a atenção no Vale do Taquari

Titular da Seplan de Lajeado fala sobre fiscalização na principal cidade da região.


0
Giancarlo Bervian (Foto: Gabriela Hautrive)

Durante o mês de agosto, dezenas de ouvintes relataram pontos de aglomeração, em bares e locais públicos como em áreas baldias e trevos de municípios do Vale do Taquari.


OUÇA A REPORTAGEM

 


A reportagem foi às ruas nesta segunda-feira (24), buscar relatos da população, sobre como viam os cuidados da população e se visualizavam em seu cotidiano pontos de aglomeração e falta de uso de máscaras em seu cotidiano. A maioria confirmou que em trevos e especialmente bares, há a aglomeração de pessoas e a falta de uso de máscaras.

Um lajeadense que não quis se identificar, cita que em seu bairro, o Santo André ele visualizou alguns pontos onde as pessoas se reúnem sem nenhuma proteção. Ele traz como exemplo um bar, que em vários dias da semana tem reunidas cerca de 30 pessoas nessas condições. “Tem um bar que vejo sempre, e toda hora são cerca de 30 reunidos, sem máscara e fazendo festa, me afasto pois não acho certo, e ninguém fiscaliza, não adianta denunciar que não aparece ninguém”, conta.

O secretário de Planejamento de Lajeado, o arquiteto Giancarlo Bervian falou sobre a fiscalização na maior cidade do Vale do Taquari. “No início da semana já estávamos recebendo várias denúncias e isso vai fazer parte de um relatório, onde já na quinta-feira serão definidos os pontos que vamos fiscalizar e quem serão os responsáveis por cada ação, já que são várias secretarias agindo.”

O titular da Seplan relata ainda que no último final de semana, ações foram realizadas em vários locais, como áreas abertas e praças,e também estabelecimentos como restaurantes e lojas, buscando também orientar os mesmos para seguir corretamente os decretos estaduais, e posteriormente fiscalizando o cumprimento das mesmas. Ele chama atenção também aos eventos como festas e confraternizações, dizendo que se está atento a este tipo de realização. Denúncias de aglomerações podem ser realizadas pelo WhatsApp 9-9942-4082.

Texto: Júlio César Lenhard

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui