Agora é lei: eventos esportivos serão interrompidos no RS em situações de racismo

Proposta foi aprovado por unanimidade dos deputados estaduais


0
Vinicius Junior (Foto: Divulgação)

O Rio Grande do Sul tem agora uma lei que estabelece protocolo de combate ao racismo nos esportes. Proposto pela deputada estadual Luciana Genro (Psol) e aprovado por unanimidade entre seus colegas, o texto foi sancionado pelo governador Eduardo Leite nessa segunda-feira (8).

A denominação é emblemática: “Lei Vini Júnior”, em alusão ao atacante brasileiro em atividade na Espanha e que tem sido um ativista contra a discriminação dentro e fora do esporte. A partir de agora, jogos em disputa dentro do território gaúcho serão interrompidos até que a conduta suspeita seja cessada – caso volte a ocorrer, os atletas deixarão o campo, quadra, pista ou similar por dez minutos. Se as ofensas persistirem, o evento terá que ser encerrado.

Já se ocorrência for registrada antes do início da partida, o árbitro poderá cancelar o jogo, a depender da gravidade da situação. Os organizadores e administradores dos estádios, por sua vez, devem divulgar o protocolo de que trata a lei, por meio de recursos visuais de amplo alcance.

Fonte: O Sul

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui