Agricultora paulista usa restos de alimentos do supermercado na produção de orgânicos

Desde outubro de 2020, Renata Rebouças recebe resíduos orgânicos como restos de frutas, legumes e verduras não comercializados nos estabelecimentos


0
Foto: Divulgação

A produtora rural paulistana, Renata Rebouças, investiu na chamada economia circular e hoje produz alimentos orgânicos com restos de comida doados por um supermercado. Renata é proprietária da Cerrado Orgânico e fabrica produtos de panificação e também conservas de alimentos artesanais sem adição de conservantes químicos.

Ela tem uma propriedade rural perto de Santa Maria, a 26 km de Brasília, no Distrito Federal e, desde outubro de 2020, recebe resíduos orgânicos como restos de frutas, legumes e verduras não comercializados por pelo grupo Big Box. Com eles, Renata faz a compostagem.

“Ao realizar a compostagem, trabalhamos perfeitamente o conceito de economia circular. Oferecemos uma nova destinação a um material que possivelmente iria para um pátio de transbordo onde, junto a outros elementos, emitiria toneladas de gás carbônico para a atmosfera”, explica Renata.

Limpando o Planeta

Os restos de alimentos, utilizados na compostagem, passam primeiro por uma triagem, realizada por uma empresa de gestão de resíduos. A compostagem é um processo biológico. Com ela é possível obter adubo natural para ser usado na agricultura, em jardins e plantas, substituindo o uso de produtos químicos nocivos à saúde e contribuindo para a sustentabilidade do planeta.

“Graças a esses resíduos orgânicos terei um fertilizante de excelente qualidade e isso refletirá nos alimentos que produzo em minha propriedade”, comemora a produtora rural, que também prevê uma economia nos custos de sua agroindústria, já que não precisará comprar adubos orgânicos.

Em todas as regiões do mundo existem milhares de exemplos como o da Renata. São pessoas que utilizam tecnologia e inovação para contribuir com a preservação dos recursos naturais disponíveis, promover consciência coletiva e garantir a existência de gerações futuras sem deixar, é claro, de pensar na economia.

Sebrae Inova Digital 2021

Este ano, a programação do Sebrae Inova Digital 2021 – que ocorre entre os dias 23 e 25 de novembro de forma virtual e gratuita – vai discutir esse assunto de forma transversal e com exemplos práticos de como aplicar a sustentabilidade no mundo dos negócios. O evento quer inspirar micro e pequenos empresários, além de empreendedores, a criarem estratégias para impulsionar o crescimento do negócio.

Especialistas renomados, nacional e internacionalmente, vão compartilhar conteúdos valiosos, entre eles, a hiperconectividade e o poder da influência no século XXI; comunicação e liderança participativa para engajar pessoas e empresas; novos rumos tecnológicos e empreendedorismo digital.

Fonte: Só Notícia Boa

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui