Água da Pedra celebra 20 anos mês de dezembro

Marca da Bebidas Fruki se mantém na liderança no segmento de água mineral


0
Foto: Vini Dalla Rosa

A Água da Pedra, marca de água mineral da Bebidas Fruki, de Lajeado (RS), celebra duas décadas neste mês de dezembro, com excelente participação nos negócios da empresa. No mercado do Rio Grande do Sul, mantém a liderança no segmento com 34,6% de market share no acumulado de 2021 (de janeiro a junho). Em Santa Catarina, a Água da Pedra está presente em todas as regiões e é campeã de vendas da empresa, com crescimento consistente nos quatro anos em que a marca ingressou no mercado catarinense.

Foto: Vini Dalla Rosa

A diretora-presidente da empresa, Aline Eggers Bagatini, ressalta que a Água da Pedra conquistou a preferência dos clientes e consumidores em razão da sua qualidade. “As pessoas buscam produtos que proporcionem saúde e bem-estar, o que chamamos de saudabilidade. Essa tendência, que veio para ficar, se reflete diretamente na qualidade da água ingerida todos os dias. Além do baixo teor de sódio e PH neutro, a nossa Água da Pedra possui um sensorial leve”, reforça Aline.

A executiva lembra que a Água da Pedra é, há vários anos, destaque no Marcas de Quem Decide como marca da água mineral preferida e mais lembrada pelos gaúchos, e no Top of Mind, há muitas edições é tida como a marca mais lembrada na categoria “Água Mineral”. “Todo esse reconhecimento é o resultado de uma construção. Investimos em ações e conteúdos para inspirar e reforçar a importância da água para uma rotina mais equilibrada e de qualidade”, diz Aline.

Fernando Danieli, coordenador de Controle de Qualidade e Meio Ambiente da empresa, explica que a Água da Pedra é captada do aquífero Guarani, através de poço artesiano construído dentro das normas regulamentares e alinhado com rigoroso controle do processo de envase, mantém a sua excelente qualidade. Segundo ele, além disso, a Bebidas Fruki faz uma gestão de captação de forma a garantir a sustentabilidade da fonte, extraindo a quantidade diária adequada a fim de não prejudicar o manancial de água subterrânea. “A água captada, se não tiver uma boa gestão, se torna um bem finito, mas com responsabilidade ambiental, conseguimos preservar os recursos naturais por muitas décadas”, diz. AI/RC

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui