Hospital Bruno Born volta a reduzir para dez o número de leitos de UTI Covid

Depois de ampliar para 27 leitos e ter fila de espera, HBB retomou condição “normal” dentro da pandemia; nesta quarta-feira, oito pacientes ocupavam 80% do espaço


0
Foto: HBB / Reprodução / Arquivo 

Aproximadamente dois meses depois de ter que aumentar o número de leitos de sua ala Covid, o Hospital Bruno Born (HBB), de Lajeado, voltou a reduzir para dez o número de leitos de UTI destinados para pacientes com suspeita ou confirmação de coronavírus. Nesta quarta-feira (15) o número baixou de 16 para dez, quantidade disponibilizada durante o maior período da pandemia.

Em 4 de maio do ano passado, o espaço recebeu 18 leitos de UTI Covid e em março deste ano, período mais crítico até aqui, chegou a ter 27 leitos de UTI e nove pacientes em espera.

Situação atual

O HBB, que atingiu o risco 5 (máximo dentro do plano de contingência da Covid-19), agora volta ao estágio inicial. Às 19h desta quarta eram oito pacientes internados em UTI, ocupando 80% da capacidade – cinco moradores de Lajeado e os outros três residentes de Progresso, Relvado e Marau.

O número total de internados no setor Covid do HBB chegou a ser de 118 pessoas. Hoje são 22 internados. Às 19h desta quarta (15), o site do HBB informava oito internados na UTI Covid, ocupando 80% da capacidade dos dez leitos, nove pessoas no setor de internação, 45% dos 20 leitos e cinco na observação (100%). Das 22 pessoas internadas, 16 têm confirmação da doença e seis têm suspeita. Como são 35 leitos disponíveis, isto representa 63% da ocupação do setor Covid. (Veja a tabela completa abaixo)

Se comparado com nove dias atrás, quando foi desativada a UTI intermediária Covid, a redução da ocupação do setor Covid foi de 66%. Enquanto que no dia 6 eram 65 pessoas internadas, agora são 22 pacientes no setor.

Relembre

No dia 25 de fevereiro, o HBB entrou na fase de risco 5, a última do plano de contingência, chegou ao limite de 27 leitos de UTI Covid, e passou a ter pacientes em espera por leitos de UTI. No primeiro dia, já eram quatro pessoas na fila. Depois de 25 dias, em 24 de março, a casa hospitalar deixou de ter pacientes em espera por leito de UTI e um dia depois o hospital diminuiu o número de leitos de UTI Covid de 27 para 22 e anunciou que retomaria as cirurgias mais urgentes.

No dia 25 de fevereiro, o HBB entrou na fase de risco 5, a última do plano de contingência, chegou ao limite de 27 leitos de UTI Covid, e passou a ter pacientes em espera por leitos de UTI. No primeiro dia, já eram quatro pessoas na fila. Depois de 25 dias, em 24 de março, a casa hospitalar deixou de ter pacientes em espera por leito de UTI e um dia depois o hospital diminuiu o número de leitos de UTI Covid de 27 para 22 e anunciou que retomaria as cirurgias mais urgentes. No dia 6 de abril, o Hospital Bruno Born desativou UTI Intermediária pós-Covid.

Texto: Ricardo Sander
ricardosander@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui