Alemanha vai impor a presença de mulheres na diretoria das grandes empresas

O projeto de lei que deve ser votado até o fim do mandato da atual legislatura, em setembro, é apoiado pela chanceler Angela Merkel.


0
Foto: Creative Commons CC0

A Alemanha vai impor a presença de mulheres nos conselhos de administração das grandes empresas que são cotadas na Bolsa, segundo um projeto de lei apresentado nesta quarta-feira pelo governo da maior economia da Europa.

De acordo com o texto, que ainda não foi aprovado pelos deputados, ao menos uma mulher terá que integrar os conselhos de administração das empresas alemãs com mais de três administradores.

A nomeação de mulheres também será obrigatória nos conselhos de administração das empresas que têm o Estado como acionista e nos organismos públicos.

O projeto de lei, que deve ser votado até o fim do mandato da atual legislatura, em setembro, é apoiado pela chanceler Angela Merkel, mas encontrou resistências dentro de seu partido, a conservadora União Democrata Cristã (CDU), que governa o país em aliança com os social-democratas do SPD.

Também é criticado por parte do empresariado que denuncia uma interferência na direção das empresas.

Fonte: Correio do Povo

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui