Alesp diz que pode analisar caso de importunação sexual durante recesso

Segundo Isa Penna, durante a discussão do Orçamento, alguns deputados faziam uma confraternização na sala atrás do plenário.


0
Foto: Divulgação / Reprodução

A Procuradoria-geral de Justiça de São Paulo informou que vai intimar o deputado estadual Fernando Cury, do Cidadania, a depor no início de janeiro. Ele foi acusado pela também deputada estadual, Isa Penna, do PSOL, de importunação sexual, durante uma sessão da Assembleia Legislativa paulista. A situação foi gravada por câmeras da Alesp.

O caso aconteceu na madrugada desta quinta-feira (17), na última votação do ano na Assembleia Legislativa de São Paulo, a do orçamento estadual do ano que vem. A sessão era gravada por câmeras espalhadas pelo plenário e registraram o momento em que a deputada Isa Penna, do PSOL estava diante do presidente da Alesp, de costas para os colegas, e não percebeu quando o deputado Fernando Cury, do Cidadania, se aproximou. Ele a abraçou por trás, com uma das mãos na altura do seio da deputada.

Na mesma hora, Isa Penna afastou o braço dele e o deputado Cury ainda insistiu em tocá-la outra vez. Segundo ela, durante a discussão do orçamento alguns deputados faziam uma confraternização na sala atrás do plenário.

Isa Penna diz que tinha percebido que os deputados falavam dela naquela sessão. Eles viram um vídeo publicado por ela em uma rede social, dançando, da campanha do candidato do PSOL à prefeitura de São Paulo.

Fonte: Fantástico

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui