Alexei Navalny: as duas horas dramáticas em que russo envenenado foi salvo em pleno voo

BBC News Russian ouviu relatos de testemunhas e médicos sobre voo em que político passou mal e teve de ser levado às pressas ao hospital.


0
Reuters via BBC

O líder da oposição na Rússia, Alexei Navalny, está em coma em um hospital em Berlim e a Alemanha revelou que ele foi envenenado por um agente químico chamado Novichok.

Ele passou mal durante um voo da Sibéria para Moscou e o avião precisou fazer um pouso de emergência na cidade de Omsk. Dois dias depois autoridades russas foram convencidas a permitir que ele fosse levado para a Alemanha.

A BBC News Russian (serviço em russo da BBC) reuniu informações para entender como comissários de bordo e médicos lutaram para salvar a vida de Navalny nos céus da Sibéria. Essa é a reconstituição das duas horas desta perigosa viagem.

O que aconteceu naquela manhã

No dia 20 de agosto, Alexei Navalny estava pegando o voo da companhia aérea S7 de Tomsk para Moscou. Ele não havia comido e bebido nada naquela manhã, tirando uma xícara de chá que tomara no aeroporto de Tomsk Bogashevo, de acordo com sua assessora de imprensa, Kira Yarmysh.

Outro passageiro no avião, Ilya Ageev, também viu Navalny bebendo chá uma hora antes da decolagem. O crítico do governo russo estava sorrindo e fazendo piadas com passageiros que o reconheciam.

8:01 no horário de Tomsk

Durante a primeira meia hora do voo, Navalny começou a passar mal. Comissários de bordo estavam distribuindo água para os passageiros, mas ele recusou. Ele então se levantou para ir ao banheiro.

8:30 no horário de Tomsk

Outro passageiro tentou usar o banheiro na mesma hora, mas Alexei Navalny ocupou o toalete por cerca de 20 minutos. Uma fila começou a se formar.

8:50 no horário de Tomsk

A esta altura, quatro comissários de bordo sabiam que um de seus passageiros estava passando mal.

9:00 no horário de Tomsk

Minutos depois, um comissário de bordo fez um anúncio perguntando se havia algum médico a bordo. Foi quando os demais passageiros perceberam que algo grave estava acontecendo.

O resto da tripulação informou ao piloto sobre o ocorrido e tentou administrar os primeiros socorros em Navalny.

Seu assistente, Ilya Pakhomov, caminhou entre as fileiras de assentos perguntando se havia alguém que pudesse prestar atendimento médico. Uma mulher, que não foi identificada, se apresentou como enfermeira.

Durante a próxima hora, ela e os comissários de bordo se concentraram em manter Navalny consciente, até que o piloto pudesse fazer uma aterrissagem de emergência, segundo a companhia aérea S7.

Sergey Nezhenets, um advogado, estava sentado perto de onde Navalny recebia tratamento. Ele faria conexão em Moscou para seguir para Krasnodar, no sul da Rússia.

“Comecei prestando atenção no que acontecia quando um comissário de bordo pediu que profissionais de medicina se apresentassem”, disse Nezhenets para a BBC.

“Poucos minutos depois, o piloto anunciou que aterrissaria em Omsk, porque um passageiro estava passando mal. Eu só percebi que o passageiro em questão era Navalny quando aterrissamos, quando chequei meu Twitter e vi os posts de sua porta-voz.”

“Poucos minutos depois do anúncio perguntando por algum médico, Alexei começou a gemer e berrar. Ele estava claramente sofrendo. Ele estava deitado no chão na parte do avião reservada para a tripulação. Ele não falava palavra alguma — só berrava.”

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui