Alienação das mentes…

No quadro "Direto Ao Ponto" desta quarta-feira, no programa "Troca de Ideias", a participação do diretor da Fundação Napoleon Hill e do MasterMind RS, Gustavo Bozetti.


0
Gustavo Bozetti, diretor da Fundação Napoleon Hill e do MasterMind RS (Foto: Rodrigo Gallas)

Na semana que passou, fiz uma sequência de LIVES pelo meu Instagram sobre o livro Mais Esperto que o Diabo, de Napoleon Hill. Na obra, que é uma bela metáfora sobre as armadilhas da mente humana, o autor aborda o tema com impressionante precisão. Uma mente alienada é aquela que permite que fatores externos influenciem negativamente a nossa forma de pensar, induzindo nós, seres humanos, a pensar de forma equivocada, gerando resultados ruins em nossas vidas.

O livro, escrito em 1938 e publicado apenas em 2011, é tão atual que parece ter sido escrito na semana passada. Hill cita que, nos momentos de emergência, nós descobrimos virtudes que por vezes estão adormecidas em nós mesmos. Mas, pouco tempo depois, permitimos que essas mesmas virtudes adormeçam novamente. Pois bem. Algumas pessoas citam o ano de 2020 como um ano perdido, e isso é um tremendo equívoco.

É recomendável analisar esse ano como o “ano emergencial” que faz renascer em nós, aquelas virtudes que um dia demonstramos ter. É tempo de despertar. É o momento de NÃO permitir que nossas mentes se deixem ser manipuladas por fatores negativos externos, que não são os nossos verdadeiros pensamentos. É hora de pensar os nossos próprios pensamentos. Como fazer isso? Napoleon Hill dá uma série de recomendações inspiradas nos estudos que fez durante décadas, com grandes nomes do empreendedorismo mundial do século passado, e que caem como uma luva nos tempos atuais.

Tudo começa com um Desejo Ardente. Hill diz que: mais vale um plano fraco com propósito forte do que um plano perfeito sem propósito. Ele diz isso citando que, quando o propósito é forte, as pessoas conseguem corrigir o plano. Se eu pudesse dar uma única recomendação para você, que nos lê, a recomendação é de renovação de propósito, mas dessa vez, fazendo um belo inventário sobre as virtudes reveladas a nós mesmos nesse momento e que podem ser utilizadas num futuro breve. É momento de redefinir nosso propósito e construir o plano perfeito, pois os resultados virão. É momento de saber pensar. Forte abraço.

Siga Gustavo Bozetti no Instagram @gustavobozetti.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui